Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diretoria do Atlético-MG defende Richarlyson e cutuca arbitragem

Através do diretor de futebol, Eduardo Maluf, Atlético-MG se posiciona ao lado do jogador que foi expulso

Gazeta |

O diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf, saiu em defesa do volante Richarlyson, expulso na partida contra o América-MG pela semifinal do Campeonato Mineiro, logo após entrar no jogo. O jogador recebeu cartão vermelho do árbitro Cléber Wellington Abade, por supostamente ter proferido palavrões ao reclamar de falta não marcada.

O dirigente atleticano afirmou que esperava mais equilíbrio do árbitro paulista, e colocou em dúvida a versão dada pelo juiz da partida. Segundo Maluf, os atletas que estavam próximos do lance e as imagens das câmeras de televisão não mostraram que o jogador do Galo tenha ofendido a arbitragem.

"Quando você chega a uma semifinal de campeonato, você espera que o juiz tenha equilíbrio. Nós não temos como avaliar, é a palavra do Richarlyson contra a palavra dele. Um juiz que vai apitar semifinal de qualquer disputa, não pode ouvir qualquer coisa que o jogador vai falar, mas os jogadores que estavam perto e a imagens da televisão não mostram os palavrões que o árbitro afirmou que foram ditos", declarou Maluf em entrevista à Rádio Sintonia, de Ribeirão das Neves

Maluf disse ainda, que o Atlético-MG foi prejudicado pelo lance e que vai enviar as imagens para a CBF e para a Federação Paulista de Futebol (FPF), para que a conduta do árbitro possa ser analisada. O dirigente afirmou também, que para a decisão do Estadual, o Galo continua favorável a arbitragem de fora de Minas Gerais.

"Será arbitragem de fora, isso nós já definimos. Mas vamos encaminhar os lances para a CBF e FPF para eles analisarem. Nós ganhamos o jogo, mas fomos prejudicados", frisou Maluf.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG