Tamanho do texto

Expectativa é que equipe seja reforçada até a estreia na Série B, em 20 de maio, contra o Salgueiro (PE)

Após deixar a classificação para as quartas de final do Paulista escapar, em casa, na derrota para o Linense, e ser eliminado no Troféu Interior, para a Ponte Preta, o técnico Ademir Fonseca teve seu cargo ameaçado no comando do São Caetano .

Rumores deram conta de uma possível demissão do treinador, mas o diretor de futebol do clube, Genivaldo Leal, descartou uma troca na comissão técnica. "Falei com o presidente neste domingo e não estou sabendo de nada da saída do Fonseca. Ele segue trabalhando conosco".

A expectativa agora é que a equipe seja reforçada até a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro, em 20 de maio, contra o Salgueiro. Até o momento só o atacante Nunes e o zagueiro Eli Sabiá foram contratados. Especula-se que o meia Júnior Xuxa, do São Bernardo, e os laterais Renato Peixe, do Mirassol, e João Paulo, da Ponte Preta, estão próximos de um acerto.

Por outro lado, o atacante Eduardo deve deixar o time. Destaque na reta final do Paulista, anotando sete gols em dois jogos, tem recebido propostas de outros clubes do Brasil. O goleiro Luiz, que tem seu contrato encerrado no meio do ano, ainda não acertou sua renovação e é outro que pode deixar o Anacleto Campanella.