Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diretor do Palmeiras reconhece exageros nas declarações contra atletas

Pescarmona reuniu os atletas na Academia de Futebol e avisou que o clube liberaria sem problemas aqueles com propostas para sair

Gazeta Esportiva |

No Palmeiras, a ordem é apagar o incêndio entre diretoria e atletas. Desta forma, o diretor de futebol do clube, Wlademir Pescarmona, reconheceu nesta quinta-feira que utilizou um discurso muito pesado em sua bronca contra o elenco depois da eliminação diante do Goiás, pela Copa Sul-americana.

O dirigente reuniu os atletas na Academia de Futebol e avisou que o clube liberaria sem problemas aqueles com propostas para sair. O atacante Kleber foi o primeiro a reagir. Nesta semana, o volante Marcos Assunção também confirmou o incômodo com a situação.

"Peguei um pouco pesado no que eu disse, mas como torcedor e diretor, não dava para aceitar o que aconteceu", explicou Wlademir Pescarmona, em entrevista ao site oficial do clube.

Apesar das recentes rusgas, o dirigente do Palmeiras rechaça perder seus principais atletas para o ano que vem. Nesta semana, o próprio Kleber chegou a ver seu nome especulado para retornar ao Cruzeiro.

"Na verdade, ficou um mal entendido, inclusive com o Kleber (atacante). Mas tive uma conversa com ele, nos acertamos e o assunto já morreu. O Kleber interessa e vai continuar. Jamais disse que ele sairia e a presença dele é fundamental na formação de um elenco vitorioso e que pense em títulos para 2011", afirmou Pescarmona.

Leia tudo sobre: palmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG