Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diretor do CSKA rebate 'brincadeira estúpida' de Daniel Carvalho

Jogador do Palmeiras causou polêmica internacional ao dizer que tomou anabolizantes quando jogou no time russo

iG São Paulo |

Gazeta Press
Daniel Carvalho falou sobre os anabolizantes ao comentar sobre seu peso
Roman Babaev, diretor do CSKA, da Rússia, negou nesta terça-feira que o clube administre anabolizantes para seus jogadores. Na última segunda-feira, o meia Daniel Carvalho, do Palmeiras, disse que o CSKA lhe dava injeções de anabolizante a fim de fazê-lo ganhar massa muscular.

Veja as mudanças físicas de Daniel Carvalho nos últimos 12 anos

"Deve ter sido uma brincadeira estúpida", disse Babaev, em entrevista para a rádio Estadão-ESPN. "Mas não vamos entrar em litígio contra o jogador, desde que ele mantenha o pedido de desculpas. Não é uma prática do CSKA entrar com ações contra seus ex-jogadores, ainda mais contra o Daniel Carvalho, que transformou-se em um grande jogador aqui no clube e nos ajudou muito", prosseguiu.

De fato, ao tomar ciência da repercussão de sua declaração, Daniel Carvalho recuou. "Se era (anabolizante), trata-se de algo de quase dez anos atrás e está superado. Se não era, peço desculpas aos russos pelas palavras mal colocadas..."

Leia ainda: Daniel Carvalho diz que tomou anabolizantes na Rússia

O dirigente russo, no entanto, aproveitou para sugerir que outros jogadores brasileiros que já passaram pelo CSKA se manifestem, como é o caso dos atacantes Jô e Vágner Love. Babaev afirmou que o CSKA promove exames antidoping entre seus atletas, e que o clube passa pelos testes obrigatórios no Campeonato Russo e na Liga dos Campeões.

Entre para a Torcida Virtual do Palmeiras e comente as declarações de Daniel Carvalho

Leia tudo sobre: PalmeirasDaniel CarvalhoCSKAdoping

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG