Eduardo Maluf critica arbitragem em derrota para o Inter e dá a entender que juízes brasileiros fazem resultados das partidas

A derrota do Atlético-MG para o Internacional por 2 a 1 rendeu críticas do diretor de futebol do clube mineiro, Eduardo Maluf, que contestou a arbitragem de Péricles Bassols Cortez, que validou o segundo tento da equipe colorada na partida, após uma confusão sobre a existência de impedimento na jogada. Segundo o dirigente do Atlético-MG , faltou equilíbrio para o árbitro controlar o jogo.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

"O Péricles expulsou o Cuca contra o São Paulo , ameaçou o Cuca, xingou os jogadores e disse que quem confirmou o gol foi o quarto árbitro que estava no vestiário. É um juiz desequilibrado, que desacata os jogadores", disse Maluf, que manifestou indignação também contra o presidente da Confederação Nacional de Arbitragem, Sérgio Corrêa.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

null

"O culpado é o Sérgio Correa, que não muda nada. Juiz não tem critério, cada um apita como quer. A gente vem para fazer um jogo bom, e tem um lance destes, não vai ter consciência tranquila, não vai dormir", declarou o dirigente, que lembrou que o Atlético-MG já foi prejudicado em outros lances nesta edição do Campeonato Brasileiro, e colocou em dúvida a idoneidade dos árbitros da CBF.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

"Nosso jogo contra o Atlético-GO teve um lance idêntico e o Paulo César não foi até ao bandeira conversar com ele. É uma vergonha. Por muito menos a arbitragem foi questionada pelo Edilson Pereira, não está muito diferente não, o juiz faz o resultado como quer, apita os jogos e fazem os resultados que querem", desabafou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.