lisura do São Paulo - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diretor discorda de suspeita e defende lisura do São Paulo

João Paulo de Jesus Lopes diz que clube do Morumbi jogará com empenho as duas rodadas finais do Brasileiro, diante de Atlético-GO e Atlético-MG

Gazeta Esportiva |

A desconfiança manifestada pelo meia Bruno César em relação ao São Paulo não foi bem aceita no Morumbi. O diretor de futebol do clube, João Paulo de Jesus Lopes, evitou entrar em um confronto verbal com o jogador do Corinthians, mas defendeu a postura de seu clube.

"Não tenho nada a responder. Todo mundo que assistiu à partida viu a lisura do São Paulo em campo", afirmou o dirigente.

Em relação à estranheza de Bruno César com a expulsão de Richarlyson, Jesus Lopes também exaltou a postura do São Paulo, que multou o atleta em 20% do salário e não renovará seu contrato. "O excesso cometido pelo jogador foi punido pelo árbitro (com a expulsão) e severamente pelo clube", acrescentou.

Richarlyson foi o segundo jogador expulso do São Paulo na partida contra o Fluminense, depois de ter se desentendido com o árbitro Heber Roberto Lopes (Xandão também levou o vermelho). Com dois a mais, o clube do Rio de Janeiro venceu o compromisso por 4 a 1 e assumiu a liderança do Brasileirão, desbancando o Corinthians.

Apesar de o São Paulo não ter mais chance de se classificar para a Copa Libertadores, o diretor de futebol avisa que o time do Morumbi jogará com empenho as duas rodadas finais, diante de Atlético-GO e Atlético-MG.

"Não deixamos de ter como foco o Brasileiro. Independentemente da Libertadores, queremos nos classificar na melhor posição possível no campeonato que estamos disputando. É por isso que não vamos antecipar as férias. E acho que não seria muito inteligente colocar jogador para voltar no dia 29 de dezembro. Vamos seguir o protocolo traçado desde o início da temporada", concluiu.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG