Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diretor corintiano sobre oferta da Record: "bispo foi picado"

Emissora divulgou que ofereceu R$ 100 milhões ano a Corinthians e Flamengo somente por direito de TV aberta

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

“Ô”. Foi assim, com uma expressão apenas, que o diretor de marketing do Corinthians Luís Paulo Rosenberg respondeu se achava boa a proposta que a TV Record fez a Corinthians e a Flamengo pelos direitos de transmissão do Brasileiro em TV aberta a partir de 2012. A emissora divulgou nesta quinta-feira que oferece aos dois clubes de maior torcida R$ 100 milhões por ano (cada).

Rosenberg deu uma palestra nesta quinta-feira à noite para um grupo de empresários e, em certo momento, quando falava sobre os direitos de transmissão, disse que o “bispo foi picado”, para falar da proposta da Record. A emissora tem como proprietário o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal.

“Acho válida a concorrência. Sou a favor de várias TVs com direito, você negociando a cada rodada qual jogo vai passar, e que vários jogos sejam transmitidos. Fico feliz que a Rede TV! entre no futebol, com toda sua tecnologia, o bispo foi picado, a Globo tem toda uma tradição” , disse Rosenberg. O diretor de relações institucionais da Rede TV!, João Alberto Romboli, estava na platéia acompanhando a palestra.

Ao falar em negociação rodada a rodada, Rosenberg se refeiru ao direito de arena, que prevê que uma partida seja transmitida somente com o aval dos dois times em campo. Se um estiver fechado com emissora A e outro com a B, precisa ter acordo prévio.

Na quarta-feira, o Grêmio foi o primeiro clube a anunciar ter acordo separado com a TV Globo e o presidente do clube, Paulo Odone, afirmou que mais dez times estavam fechados com a emissora do Rio. A diretoria do Corinthians garantiu que ainda não acertou com ninguém e nesta quinta, inclusive, visitou a sede da Rede TV!, em Barueri, cidade da grande São Paulo.

No dia 11 de março, a Rede TV! venceu a concorrência feita pelo Clubes dos 13 para ter o direito de transmissão em TV aberta de 2012 a 2014. Ofereceu R$ 516 milhões e foi a única candidata. O problema é que ao menos dez times associados ao C13, metade, anunciou que negociaria separadamente. O primeiro foi o Corinthians.

“Não aceitamos ter o mesmo voto (no Clube dos 13) do que clubes de menor expressão. É o momento de os clubes negociarem bons contratos de TV”, disse Rosenberg.
 

Leia tudo sobre: CorinthiansCBFClube dos 13FlamengoRecord

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG