Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Digão sofre estiramento e fica parado de três a quatro semanas

Sem nunca ter sequer ficado no banco de reservas, Thiago Sales é o único zagueiro de origem como opção

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Depois de perder André Luis, que se transferiu para o futebol sul-coreano, e ficar sem Leandro Euzébio, que foi submetido a uma artroscopia no menisco do joelho direito, por 45 dias, o técnico interino Enderson Moreira ganhou mais um problema para os dois próximos compromissos do Fluminense, contra o Volta Redonda, sábado, e Nacional, dia 6 de abril. Substituído no segundo tempo do empate de 0 a 0 com o Vasco, domingo, Digão sofreu um estiramento grau dois na parte posterior da coxa direita.

Titular desde a contusão de Leandro Euzébio, que aconteceu na derrota de 2 a 0 para o Boavista, pela quarta rodada da Taça Rio, Digão ficará de três a quatro semanas longe dos gramados.

Sem Digão e Leandro Euzébio, machucados, e Gum, o treinador tricolor tem apenas Thiago Sales como zagueiro de origem como opção. Outro que pode jogar nessa função é o volante Edinho, que substituiu Digão na partida contra o Vasco.

Contratado no meio da temporada passada sem ser por indicação de Muricy Ramalho, Thiago Sales, formado nas divisões de base do Flamengo, nunca disputou uma partida com a camisa do Fluminense e nem sequer ficou como opção no banco de reservas.
 

Leia tudo sobre: Campeonato Carioca 2011FluminenseDigão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG