Atacante não está feliz na Rússia e tem o desejo de retornar ao clube em que teve o seu melhor momento

Sete meses depois de deixar o Atlético-MG , o atacante Diego Tardelli já mostra que sua vontade é defender o clube alvinegro a partir de janeiro do ano que vem. Vendido para o Anzhi, da Rússia, por R$ 11 milhões , o artilheiro do Brasil de 2009 ainda não fez gol pelo novo clube, além de ter dificuldade na adaptação ao país europeu.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Novamente no Brasil, o que não é raro desde que trocou o Atlético-MG pelo clube russo, Diego Tardelli falou abertamente no assunto pela primeira vez. “Vou esperar até o final da temporada. Se as coisas continuarem do jeito que estão, eu vou pedir para o Kalil tentar uma negociação. Eu quero estar feliz, disputar uma Copa do Mundo. A gente sai daqui pensando uma coisa e chega lá é outra coisa”, disse o atacante em entrevista à TV Alterosa.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O retorno de Diego Tardelli à Cidade do Galo é visto com bons olhos pela diretoria alvinegra. A passagem do atacante pelo clube foi marcante, com 73 gols em 114 partidas, sendo que 19 deles foram no Brasileirão de 2009, ano que Tardelli foi artilheiro da competição e eleito o melhor atacante, ao lado de Adriano , então no Flamengo .

nullSiga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

E desde a saída de Tardelli, o Atlético-MG sofre com a pouca produtividade do seu ataque . Neste Brasileirão os homens de frente não marcaram 50% dos gols do clube no campeonato. Outra prova de que o ataque atleticano não vai nada bem em 2011 é a lista de artilheiros do clube na temporada. Apesar de ter jogado apenas sete partidas no ano com a camisa do Atlético-MG, Diego Tardelli aparece na quarta colocação, com seis gols, atrás somente de Magno Alves , Neto Berola e Renan Oliveira .

A questão financeira, que pode ser um problema, não seria de difícil solução. O Atlético-MG vai ter um aumento de receitas, por conta do novo contrato de televisão . Em 2012 o time mineiro voltará a ter faturamento com rendas, com o retorno a Belo Horizonte, o que não ocorre desde o fechamento do Mineirão . Além disso, o clube prepara o lançamento do programa sócio-torcedor e repatriar o maior ídolo recente e fazê-lo garoto propaganda pode ser um bom negócio.

Porém, tudo isso só vai ocorrer se o Atlético-MG ficar na Série A . Com desejo de disputar uma Copa do Mundo, Diego Tardelli descarta retornar ao clube em caso de rebaixamento. “Com o pensamento de Copa do Mundo, não (jogar a Série B). Atrapalharia meus planos de voltar à seleção”, disse Tardelli, que em 2010 fez parte dos 30 convocados por Dunga para o Mundial disputado na África do Sul.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.