Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diego Souza já fala como atleta do Vasco

Atlético-MG vai receber R$ 7,3 milhões para liberar o jogador, que estava nos planos de Dorival Júnior

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Se não neste final de semana, até segunda-feira o meia Diego Souza deve ser anunciado como novo reforço do Vasco. O Atlético-MG espera apenas que o clube carioca pague pelo jogador para confirmar a transferência. Diego Souza e Vasco já estão acertados e falta somente a quitação de 500 mil euros, cerca de R$ 1,15 milhão.

Confiante que o Vasco vai conseguir arrumar garantias e fazer o pagamento, Diego Souza até já fala como jogador vascaíno, embora ainda esteja em Belo Horizonte e treinando na Cidade do Galo. Aliás, ainda como jogador do Atlético-MG, ele afirma que treina para manter a forma e chegar em condição de estrear pelo novo clube.

“Não tem nada 100% resolvido, está bem encaminhado. Pode ser que se resolva rapidamente. Como não tem nada resolvido, venho numa batida boa de treinamento e não quero perder. Estou mantendo a forma, para não perder tempo e assim que acertar com o Vasco, eu poder jogar meu futebol”.

Em momento nenhum o clube mineiro desejou liberar Diego Souza, o próprio técnico Dorival Júnior afirmou que o trabalho feito na pré-temporada é para que o meia voltasse a ser o jogador de 2009, quando foi eleito o melhor do Campeonato Brasileiro. Como parte deste processo, logo a titularidade chegaria.

“Já mostrei a ele que quero que fique, mas se não quiser, não adianta nada, pois ninguém vai amarrá-lo aqui. Gostaria que ele ficasse. Sinto que ele está preparado para repetir o ano de 2009”, comentou Dorival Júnior, que usaria Diego Souza na partida contra o IAPE-MA e também no clássico deste domingo, com o América-MG.

Mas Diego Souza não teve paciência necessária para se firmar no Atlético-MG. O próprio jogador procurou o presidente Alexandre Kalil e manifestou seu desejo de trocar de clube. O mandatário atleticano fez somente uma exigência: recuperar os 3,2 milhões de euros investidos em junho do ano passado, aproximadamente R$ 7,3 milhões.

Com a autorização do Atlético para negociar o jogador e o preço definido, o empresário de Diego Souza, Eduardo Uram, partiu atrás de clubes interessados no atleta. O Vasco parecia uma boa pedida, afinal de contas o clube de Roberto Dinamite havia feito uma proposta pelo jogador em janeiro e perdeu Carlos Alberto há poucas semanas.

Divulgação
Com passagem apagada pelo Atlético-MG, Diego Souza não vai deixar saudades
Faltava ao Vasco um parceiro para bancar a transação, valor alto para os clubes brasileiros. A Traffic, detentora de 50% dos direitos econômicos de Diego Souza se mostrou interessada, já que o jogador estava na reserva e desvalorizando. Os R$ 7,3 milhões pedidos pelo Atlético-MG foram divididos da seguinte forma: Vasco com R$ 4,6 milhões e a Traffic com R$ 2,7 milhões.

A transferência só não foi fechada nessa semana por conta do afastamento do Vasco do Clube dos 13. Um dos líderes da entidade na negociação com a televisão, Alexandre Kalil não ficou satisfeito com a postura de Roberto Dinamite e fez a exigência de receber à vista. Antes o Vasco usaria o Clube dos 13 como garantia para o pagamento.

Dos R$ 4,6 milhões que tem de pagar ao Atlético-MG, o Vasco já conseguiu R$ 3,4 milhões. Mesmo assim o presidente da equipe mineira não aceita receber o restante do valor depois, sem que tenha uma garantia bancária. Como isso não vai ser problema, o Vasco já considera Diego Souza contratado e o jogador também. Tanto que o meia já se despediu da torcida atleticana.

“Quando entrei em campo pelo Atlético-MG, procurei me esforçar ao máximo. Não estou forçando minha saída, é a nossa vida profissional, preciso atuar. Essa oportunidade de fechar com o Vasco pode ser uma volta aos anos bons de minha carreira”.

Leia tudo sobre: Atlético-MGVasco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG