Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diego Maurício diz que foi alvo de racismo e Fla estuda ir ao STJD

Atacante disse que torcedores que estavam acima dos camarotes da Vila Belmiro o chamaram de "macaco"

Gazeta |

Em meio ao espetáculo de futebol protagonizado na Vila Belmiro por Flamengo e Santos , na noite da última quarta-feira, um acontecimento lamentável também marcou a noite Diego Maurício , atacante rubro-negro. Enquanto fazia aquecimento, junto ao banco de reservas, ele acabou sendo vítima de insultos racistas.

Os gritos de 'macaco' partiram de alguns torcedores do Santos que estavam posicionados logo acima dos camarotes da Vila Belmiro, segundo o atleta. "Fiquei muito chateado, foi uma situação muito chata", disse o atleta, que lembrou alguns dos ídolos do próprio Peixe para reclamar da atitude.

"O grande ídolo do Santos é o Neymar, que é negro. O Pelé é o eterno e maior ídolo da história do clube, e também é negro. Não importa a raça, somos todos seres humanos", comentou o jovem, que já havia sofrido com palavras nesse sentido na disputa do Sul-americano sub-20, em janeiro, no Peru.

Em nota emitida em seu site oficial, o Flamengo declarou 'repúdio' à atitude racista e disse que, "para apoiar o atleta, o Departamento Jurídico do clube estuda entrar com as medidas cabíveis, cobrando uma apuração severa, no STJD."

Leia tudo sobre: stjdflamengosantosbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG