Novo treinador lamentou as seguidas suspensões e contusões que atormentam o Cruzeiro

O novo técnico do Cruzeiro se apresentou aos jogadores na manhã dessa terça-feira, na Toca da Raposa II. O treinador elogiou o elenco do time mineiro, mas mostrou preocupação com os seguidos desfalques que impedem a repetição da equipe de um jogo para o outro. Para Mancini, com seu time completo, o Cruzeiro não estaria lutando contra o rebaixamento.

Siga o Twitter do iG Cruzeiro e receba notícias do time em tempo real

Para Vágner Mancini, os desfalques são normais no Brasileirão, mas essas ausências se tornam mais problemáticas quando o time não passa por uma boa fase. "Acho que, se estivéssemos com todos à disposição, eu estaria falando que rapidamente sairíamos dessa situação. De repente o time que idealizei, talvez não consiga escalar. Aí já começam as dificuldades. No dia a dia vou ter que iniciar com um time, outros vão voltar do DM. Isso é normal no Brasileirão. O problema é que encontramos essas dificuldades em uma situação incômoda", analisou o treinador.

Para a partida contra o Grêmio, no próximo domingo, Mancini não terá o volante Marquinhos Paraná, expulso diante do Vasco. O atacante Ortigoza e o volante Leandro Guerreiro seguem no departamento médico e também não jogam. Por outro lado, o novo treinador pode contar com os retornos de Diego Renan e Naldo, que se recuperam de lesões musculares.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e convide os seus amigos

O treinador lamentou não poder contar com o meia Montillo durante sua primeira semana de trabalho, já que o camisa 10 estará com a seleção argentina na partida contra o Brasil no Pará. "Sinceramente, me atrapalha e muito (ausência do Montillo). Não só porque o Montillo é o cara que pode ser diferente. Gostaria de contar com ele desde já para ele entender minha forma de jogar. Mas também não é nada de anormal. Vai jogar lá com a Argentina e volta na quinta-feira para jogar conosco no domingo. Na conversa, vamos passar para ele o que pensamos", afirmou o treinador.

Mancini acredita que a experiência dos atletas pode ajudar a suprir esses desfalques. "Muito importante também sabermos que não estamos no time sub20. Eles (jogadores) têm um lastro de compreensão tática que vai ajudar na prática. O algo mais que dizem por aí é o lastro de cada um deles. Vamos superar dificuldades com a experiência que o futebol deu para cada jogador", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.