Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Desfalques fazem Carpegiani usar jogadores pouco rodados

Time que enfrentará o Atlético-MG na última rodada terá grande número de jogadores que atuaram pouco ao longo do Brasileirão

Levi Guimarães, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854421662&_c_=MiGComponente_C

Mesmo depois que se acabaram as chances de o São Paulo conseguir uma vaga na Copa Libertadores, o técnico Paulo César Carpegiani sempre afirmou que usaria força máxima até a última rodada do Campeonato Brasileiro. Contudo, uma série de desfalques e suspensões forçaram o treinador a montar o time, ao longo desta semana, com diversos jogadores que vinham sendo pouco aproveitados.

Essa baixa rodagem da equipe que enfrentará o time mineiro pode ser constatada ao serem analisados os números de participações na competição dos jogadores que devem ser titulares. E, principalmente, ao comparar estes números com aqueles referentes aos atletas que formariam o time considerado ideal por Carpegiani, com a escalação da vitória por 4 a 3 sobre o Santos.

Vipcomm
Carpegiani tem de quebrar a cabeça para escalar o São Paulo diante do Atlético-MG

Entre os jogadores que participaram do clássico, no dia 17 de outubro, a média de participações ao longo do Brasileirão é de 24,3 jogos por jogador. Já o número referente ao time titular utilizado no coletivo de quarta-feira, com nomes como Samuel, Zé Vitor e Ilsinho (cada um esteve em apenas 8 jogos), essa média cai para 20,1 partidas por atleta. Os dados são do Footstats.

As ausências que mais pesam para mudar esses números são as de Miranda (27 jogos), Richarlyson (26 jogos) e Rodrigo Souto (27 jogos). Em compensação, as presenças de Rogério Ceni e Jean contribuem para que a queda não seja ainda mais brusca. O goleiro participou de todas as 37 partidas disputadas pelo São Paulo até agora, enquanto o camisa dois esteve presente em 33 oportunidades.

Outro caso específico chama a atenção. Trata-se do atacante Marlos. Possível substituto de Ricardo Oliveira, o meia-atacante esteve em 32 partidas do Brasileirão, contra 15 do titular. Contudo, o número de Marlos pode ser considerado enganoso, já que na maior parte dos jogos de que participou, o jogador foi reserva e entrou no decorrer dos 90 minutos.

Como Carpegiani ainda não definiu o time para domingo, ainda existe a possibilidade de a média de participações por jogador cair ainda mais, para apenas 16,4. Isso aconteceria no caso de Bruno Uvini ganhar o lugar de Renato Silva na zaga e Lucas Gaúcho vencer o duelo com Marlos pela vaga no ataque.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG