Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Desculpas e pedido dos jogadores fizeram Jobson ser relacionado para enfrentar o Inter

Após faltar a treino, ele treinou à parte durante toda esta semana e corria o risco de não ser relacionado para o duelo contra o Internacional

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

O atacante Jobson foi reintegrado ao elenco do Botafogo nesta sexta-feira, após ter treinado sozinho durante toda semana, depois de ter faltado a um treinamento da equipe, na última sexta-feira. Além de rever os companheiros, Jobson também foi confirmado pelo técnico Joel Santana na relação dos atletas convocados para a partida contra o Internacional, neste domingo. A decisão foi tomada depois que o jogador fez um pedido de desculpas ao grupo, que também queria o retorno do atacante.

"Tivemos uma conversa com os jogadores e achamos melhor nesse momento reintegrar. Vamos esperar o que vai acontecer. Decidimos em conjunto e eu bato o martelo. Também não posso ficar castigando o clube. Ele falou, eu falei um pouco. Não adianta ficar falando muito também, machucar quem já está machucado", disse Joel, após as atividades desta sexta. "Ele faz parte do grupo. Se vai entrar jogando ou não, é outra história".

Após o novo deslize, Joel Santana chegou a mostrar desânimo quanto ao aproveitamento do talento do atleta. A conversa no gramado do Engenhão, porém, parece ter mudado a ideia do comandante. "A vida não perdoa. Ele é um jogador jovem e estamos procurando dar as oportunidades necessárias para não sofrer no futuro. Já vem sofrendo, assim como a família e nós, que gostamos dele. Estamos dando a mão, reintegrando, pensando no lado profissional e emotivo", acrescentou o treinador.

Quem também falou sobre o retorno do atacante foi o gerente de futebol do Botafogo, Anderson Barros. Apesar de não ter dado um ultimato para o jogador, o dirigente deixou claro que novos erros não serão tolerados. "
Nunca usei o termo 'última chance'. Ele cometeu erros, teve uma conduta, o grupo teve outra conduta. Ele sabe dos erros que cometeu, sabe que precisa corrigir. É a vida dele que está em jogo, não só como jogador do Botafogo. Ele merece essa oportunidade e sabe que qualquer deslize que venha a cometer, pode deixar a situação delicada", declarou o dirigente.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato brasileiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG