Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Deschamps revela que recusou proposta para treinar o Liverpool

Após saída de Rafa Benítez, ex-meia não quis deixar Olympique de Marselha por ter mais um ano de contrato

Gazeta Esportiva |

O técnico do Olympique de Marselha, Didier Deschamps, recusou um convite para treinar o Liverpool em junho do ano passado, após a saída do espanhol Rafa Benítez. O ex-meia da seleção francesa e do Chelsea explicou que tinha mais um ano de contrato com o clube francês e não poderia deixar a equipe a apenas dois dias do início da pré-temporada.

"Eu fiquei muito lisonjeado por ter recebido uma oferta do Liverpool, mas há duas razões para eu ter recusado. Eu tinha mais um ano de contrato e me comprometi a ficar, prometi ao presidente, aos fãs e aos jogadores. Alguns deles, vieram para o clube por minha causa. E a proposta veio apenas dois dias antes da pré-temporada, então, como sou um homem de palavra, não pude aceitar", afirmou ao inglês The Sun.

O francês também temeu agravar a crise no futebol local, deixando o Marselha ao mesmo tempo que a seleção treinada por Raymond Domenech protagonizava um vexame na Copa do Mundo da África do Sul, terminando a competição sem vencer nenhuma partida e com direito a motim dos jogadores. A decisão, porém, não foi fácil.

"Acredite, eu pensei por mais de dois segundos, não vou mentir. Não é todo dia que o Liverpool bate na sua porta. Não foi uma decisão fácil, mas havia dado minha palavra aqui", lamentou. Sem Deschamps, a diretoria do Liverpool contratou o inglês Roy Hodgson, substituído meses depois pelo escocês Kenny Dalglish. Na época da proposta, o galês aproveitou e renovou o acordo até a metade de 2012. No Campeonato Francês, o Marselha é terceiro colocado com 42 pontos, a três do líder Lille.

Leia tudo sobre: DeschampsLiverpoolinglaterrafutebol mundialfrança

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG