Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Depois do Cruzeiro, Carpegiani quer tirar pontos dos outros líderes

Treinador do São Paulo considera vitórias sobre Corinthians e Fluminense fundamentais para manter sonho da vaga na Libertadores

Levi Guimarães, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861849128&_c_=MiGComponente_C

Apesar da vitória sobre o Cruzeiro na noite desta quinta-feira, o São Paulo continua à mesma distância do G3 que estava antes da rodada: sete pontos. A diferença é no alvo, que deixou de ser o Corinthians e passou a ser a própria equipe mineira, que com a derrota caiu para o terceiro lugar.

O técnico são-paulino acredita que um time brasileiro será campeão da Copa Sul-Americana e com isso, o G4 iria se transformar em G3, com os três primeiros se classificando para a Copa Libertadores-2011.

Se houve uma grande diferença em favor do time do Morumbi depois dos jogos desta noite, é que agora todos os líderes podem ser considerados alcançáveis, enquanto antes apenas o Corinthians era visto dessa maneira - antes da rodada, Fluminense e Cruzeiro, que dividiam a liderança, estavam dez pontos à frente do São Paulo.

O técnico Paulo César Carpegiani, no entanto, continua estabelecendo como principal meta para seu time alcançar a última vaga do G3. Nós estamos focados naquele time que é o terceiro. Agora passou a ser o Cruzeiro. Estamos de olho nisso, porque a quarta vaga é muito difícil. As equipes brasileiras vão enfrentar times de menor porte e fatalmente um time brasileiro vai ganhar a Sul-Americana.

O São Paulo sabe que para alcançar esse objetivo pode precisar até vencer todos os cinco jogos que restam do Brasileirão. Mas Carpegiani destaca, especialmente, a importância dos confrontos diretor com o vice-líder Corinthians, no próximo domingo, e com o atual líder Fluminense, no dia 21 de novembro.

Temos que fazer a nossa parte. Temos confrontos diretos pela frente e se queremos ambicionar alguma coisa ainda temos que tirar três pontos de um e depois três pontos do outro para diminuir essa distância, afirmou o treinador.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG