Volante já passou por Cruzeiro e Atlético-MG, além de ter um filho que mora na capital de Minas Gerais

Sem clube desde março, quando acertou a rescisão de contrato com o Fluminense , o lateral Belletti vê com ansiedade o aquecimento do mercado de transferências do futebol nacional. O jogador, que dedica seu tempo à gestão do Futebol Clube Cascavel e do Instituto Juliano Belletti, aguarda uma "boa proposta" para definir seu futuro e vê o futebol de Minas Gerais como primeira opção.

Belletti foi revelado pelo Cruzeiro e, depois de uma passagem pelo São Paulo , voltou a Minas para defender o Atlético-MG . Ele tem um filho, Dianlucca, que mora em Belo Horizonte com a mãe Simone, primeira esposa do lateral, e seu desejo é passar mais tempo perto do primogênito.

"Minas Gerais tem três clubes na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro, então surge como uma boa primeira opção, para eu poder ficar mais perto do meu filho", revelou Belletti, referindo-se a Atlético-MG, Cruzeiro e América-MG . "Não tenho preferência por clubes, por onde passei deixei portas abertas, e estando perto do meu filho ia ficar bem mais fácil para mim e para ele", completou o jogo

Belletti não atua em Belo Horizonte desde que deixou o Atlético-MG em 1999. Depois, o jogador defendeu São Paulo, Villarreal, Barcelona, em que marcou o gol do título da Copa dos Campeões de 2006, Chelsea e Fluminense.

Mesmo sem jogar desde que deixou o Tricolor Carioca, o lateral garante manter a forma treinando no Cascavel, clube do qual é presidente, e ter recebido sondagens constantes. Uma proposta, no entanto, ainda não chegou.

"Todo mundo liga perguntando se eu já acertei com alguém, se estou treinando, mas só. Eu sabia que esse período ia ser parado, porque os mercados europeus e americanos estavam fechados e os estaduais sendo disputados. Agora que vai aquecer de novo vou decidir meu futuro", afirmou Belletti.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.