Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Depois de superar má fase, Carlinhos Paraíba já vislumbra 2011

Após chegada discreta e meses sem ser aproveitado no São Paulo, volante ganhou destaque após a chegada de Carpegiani

Levi Guimarães, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860544178&_c_=MiGComponente_C

Uma temporada que parecia perdida para o volante Carlinhos Paraíba mudou drasticamente desde a chegada ao São Paulo do técnico Paulo César Carpegiani. O time, é verdade, continua longe do alto da tabela do Campeonato Brasileiro ou de uma vaga na Copa Libertadores. Mas, com o novo treinador, o jogador passou rapidamente de reserva pouco utilizado a titular absoluto.

Contratado no começo de 2010, Carlinhos teve poucas oportunidades como titular ao longo do primeiro semestre, ainda com Ricardo Gomes no comando, e também com o interino Sérgio Baresi. Mas com Carpegiani, passou a ser considerado peça fundamental no funcionamento do esquema tático do time, inclusive tendo sua ausência - por conta de suspensão - muito lamentada na semana que antecedeu o clássico contra o Corinthians.

O jogador comemora o novo status e já pensa em seguir como titular em 2011. Não tem pessoa melhor para explicar essa situação do que eu mesmo. Tive um momento difícil, mas dei a volta por cima. Agora tenho que buscar ajudar o time, jogar bem para permanecer, afirmou após o treinamento da equipe na tarde de quinta-feira.

No duelo do próximo domingo contra o Fluminense, na Arena Barueri, Carlinhos já está, mais uma vez, confirmado como titular. Ele espera apenas a definição de seu companheiro no setor de marcação do meio de campo, já que Rodrigo Souto desfalcará o time por conta de uma fissura em uma costela. Ao longo da semana, Carpegiani testou Cleber Santana e Zé Vitor na posição.

Sobre o assunto mais comentado do momento no São Paulo, a possibilidade de o time fazer corpo mole contra o Fluminense para prejudicar o rival Corinthians, Carlinhos adota o mesmo discurso dos companheiros. Não existe isso. A gente tem que entrar para ganhar todas as partidas. Até porque a gente também ainda tem chances [de conquistar uma vaga na Libertadores], afirmou. 

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG