Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Depois de Roberto Carlos, zagueiro do Anzhi sofre com racismo

Clube russo soltou nota oficial nesta segunda para lamentar mais um caso de racismo no futebol local

AE |

Getty Images
Zagueiro congolês Samba foi alvo de banana atirada por um torcedor do Lokomotiv Moscou
O Anzhi, clube de Roberto Carlos na Rússia, soltou nota oficial nesta segunda-feira para lamentar mais um caso de racismo no futebol local. No domingo, quando a equipe visitou o Lokomotiv em Moscou, os torcedores da equipe da capital russa atiraram uma banana em direção ao zagueiro congolês Christopher Samba, que é negro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

 O jogador se dirigia para os vestiários do estádio do Lokomitiv, já após a partida, quando uma banana caiu junto a ele. Na nota, o Anzhi se diz "profundamente decepcionado" com o episódio e afirma acreditar que as autoridades do futebol russo e os serviços de segurança do Lokomotiv farão o máximo para identificar e punir o autor do ato racista.

Relembre: Vítima de racismo, Roberto Carlos abandona o campo na Rússia

Samba também falou sobre o episódio e preferiu não entrar em polêmica. "Estou muito preocupado com que aconteceu na frente de crianças que estavam sentadas perto. Isso pode servir de um mau exemplo para elas. Eu tento não pensar em racismo. Eu quero acreditar que esse problema não existe mais no mundo. Talvez eu esteja errado, mas eu quero acreditar nisso", disse o congolês, contratado há menos de um mês junto ao Blackburn, da Inglaterra.

Relembre: Roberto Carlos cobra ação da Fifa contra racismo

Esta não é a primeira vez que um jogador do Anzhi sofre com racismo. Em junho do ano passado, o brasileiro Roberto Carlos foi alvo de ato semelhante, também envolvendo bananas, após uma vitória sobre o Krylia Sovetov.

Leia tudo sobre: futebol mundialrússiaanzhiroberto carloschristopher sambaracismo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG