Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Depois de desabafo, veja convocados por Mano que foram negociados

Mais de 20% dos atletas chamados acabaram vendidos. "Não sou sem vergonha", disse o treinador após convocação

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

Mano Menezes desabafou bem no finalzinho da entrevista que concedeu nesta quinta-feira, quando anunciou os 24 jogadores que enfrentarão a Escócia , em amistoso dia 27 de março, em Londres. “Não sou sem vergonha”, disse o treinador, ao responder que não convoca atletas à seleção brasileira para serem vendidos.

“Ouvi o Neto comentarista (da TV Bandeirantes) elogiar o Fábio (do Cruzeiro) e dizer que não entendia por que eu não o convocava, quando o Neto (goleiro) do Atlético-PR foi convocado e depois foi vendido. Ele disse que isso o deixava com uma pulga atrás da orelha, mas isso não é uma pulga, é um elefante. Não convoquei para ser vendido, não tenho relação nenhuma com venda de jogador”, disse Mano.

Levantamento feito pelo iG mostra que 11 dos 53 jogadores já convocados por ele desde agosto de 2010 foram vendidos depois de terem sido chamados – ou 20,7%. Dois são do Corinthians, Elias e Jucilei, clube que Mano comandava antes de ser contratado para a seleção. Como comparação, o antecessor Dunga, com o mesmo número de convocações, teve 15% de atletas da lista negociados.

Veja abaixo a lista de jogadores vendidos com Mano:

Jogadores Clube anterior Clube atual
André (atacante) Santos Dínamo de Kiev
Carlos Eduardo (meia) Hoffenheim Rubin Kazan (Rússia)
Diego Alves (goleiro) Almería (ESP) Valencia
David Luiz (zagueiro) Benfica Chelsea
Elias (volante e meia) Corinthians Atlético de Madrid
Giuliano (meia) Internacional Dnipro (Ucrânia)
Hernanes (volante e meia) São Paulo Lazio
Jucilei (volante) Corinthians Anzhi Makhachkala (Rússia)
Neto (goleiro) Atlético-PR Fiorentina
Robinho (atacante) Manchester City Milan
Sandro (volante) Internacional Tottenham


“Então é para ficar claro, senão o torcedor pensa que todo mundo é sem vergonha, e eu não sou. O Neto foi vendido porque foi, não tive nada com isso. Se quiserem podem investigar. Jefferson, Victor e Júlio César também estão muito bem, procuramos não colocar todos dentro da mesma faixa etária. O Fábio pode estar (numa lista futura), mas tenho as minhas convicções e o que vai me dirigir são elas. Não posso convocar por vocês, senão depois faço algo errado e não vão me perdoar".

Neto foi negociado em janeiro para a Fiorentina, da Itália, por cerca de R$ 8 milhões. Mano Menezes o chamou duas vezes antes disso, para as partidas contra Irã e Ucrânia (outubro de 2010) e depois para o duelo contra a Argentina (novembro de 2010), e uma vez já na Itália, para o jogo contra a França, em fevereiro de 2011.

Mano já teve que responder críticas por ter empresário, Carlos Leite, e convocar alguns atletas que trabalham com o procurador, como o lateral-esquerdo André Santos e o volante Lucas Leiva.

Leia tudo sobre: seleção brasileiraMano Menezes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG