Tamanho do texto

Contra o Vasco, treinador não sabia quem era o capitão do time e deu a braçadeira para o argentino Montillo

Apesar das duas vitórias à frente do Cruzeiro, o técnico Joel Santana parece pouco familiarizado com o elenco. Contra o Vasco, o treinador trocou os nomes dos jogadores à beira do campo . E, no jogo em São Januário, outra situação chamou a atenção: Montillo foi o capitão do time por engano. O goleiro Fábio espera recuperar a braçadeira diante do Grêmio.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Perguntado sobre a mudança de capitão diante do time carioca, Joel Santana assumiu que se confundiu. “Na hora, eu pensava que normalmente o capitão era o Montillo, mas era o Fábio. Fazer o que? Vamos resolver isso, mas o importante é ganhar o jogo”, explicou o treinador.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

O goleiro Fábio espera recuperar a braçadeira diante do Grêmio e ressalta que sua postura não mudará em campo caso Montillo permaneça como capitão.

“Acho que sou (o capitão). Mas o importante não é a braçadeira de capitão e sim o respeito que tenho de todos os jogadores, de toda a equipe do Cruzeiro, tanto da diretoria quantos dos funcionários. Isso é ser um exemplo. Ser capitão e usar a faixa é o de menos. Acho que vou voltar a ser o capitão. Falaram que o Joel não sabia quem era o capitão. Mas não muda nada se não for eu. Minha postura no Cruzeiro é de sempre ajudar, ser um exemplo, sempre motivar os meus companheiros”, disse o goleiro cruzeirense.