Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Deola rechaça ficar marcado por defesas contra Fluminense

Eu sei das minhas obrigações, sabia que precisava dar o meu máximo dentro de campo, disse o goleiro, xingado pela torcida palmeirense por atuar bem

Gazeta Esportiva |

O goleiro Deola está com a consciência tranquila pelo trabalho desempenhado na partida contra o Fluminense, neste domingo, na Arena Barueri, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embora a torcida palmeirense quisesse a vitória do time carioca para prejudicar o rival Corinthians, o arqueiro acha que seu caráter vem em primeiro lugar. Portanto, permanece satisfeito com as defesas realizadas durante os 90 minutos.

Desta forma, Deola não demonstra receio em perder a boa imagem construída durante a temporada 2010. O arqueiro ganhou a posição no clube com a sequência de lesões de joelho do experiente Marcos e foi importante em partidas na Copa Sul-Americana antes da eliminação contra o Goiás.

"Não temo por nada, por minha segurança, como posso ficar com medo por ter demonstrado caráter? Eu sei das minhas obrigações, sabia que precisava dar o meu máximo dentro de campo", afirmou Deola.

No Palmeiras, virou rotina a saída de alguns jogadores em função de desavenças com as arquibancadas. Em 2010, o Palmeiras perdeu duas peças consideradas fundamentais após manifestações da torcida.

Durante a pré-temporada de janeiro em Atibaia, Vagner Love definiu sua transferência ao Flamengo. Ele demonstrou irritação por sofrer uma emboscada no fim de 2009 enquanto estava em um banco nas proximidades do Palestra Itália.

Em abril, foi a vez do meio-campista Diego Souza pedir para ser liberado. Ele perdeu a cabeça e fez gestos obscenos para torcedores ao ser substituído no jogo contra o Atlético-GO, pela Copa do Brasil. Agora, defende as cores do Atlético-MG.

Dentro do Palmeiras, Deola recebeu apoio total pela postura diante do Fluminense. O técnico Luiz Felipe Scolari e o assessor da presidência Antônio Carlos Corcione elogiaram a personalidade do goleiro diante da pressão encontrada na Arena Barueri.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiropalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG