Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dentinho diz não ver problema em pagar mala branca

Para atacante do Corinthians, dar incentivo financeiro para uma equipe vencer é estratégia válida e apenas mala preta é condenável

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Dentinho volta ao Corinthians no jogo de domingo, contra o Vasco, depois de desfalcar a equipe por suspensão na última rodada, contra o Vitória. Nesta quarta-feira, o atacante foi mais um personagem envolvido na luta pelo título do Campeonato Brasileiro a opinar sobre as polêmicas do momento: entrega de jogos para prejudicar rivais e pagamento de mala branca. E ao contrário do que já se viu até agora, o jogador não fez questão de manter o discurso politicamente correto.

Questionado sobre o uso da chamada mala branca, Dentinho não afastou a possibilidade. Se for para incentivar o Palmeiras ou o Guarani [adversários do líder Fluminense nas rodadas finais] para vencerem acho que sim. Para perder não. Mas não adianta falar em dar mala para outro time vencer se a gente não fizer a nossa parte, não vencer o nosso jogo, afirmou o jogador.

Assim como o técnico Tite fez na terça-feira, Dentinho afirmou acreditar que o Fluminense, principal adversário na luta pelo título do Brasileirão, pode perder pontos nas rodadas finais. E o atacante não aposta apenas no Guarani, que pode depender de uma vitória no confronto para permanecer na Série A. Mesmo os reservas do rival Palmeiras têm a confiança do corintiano.

Se eu fosse jogador reserva do Corinthians e tivesse uma oportunidade dessa eu ia tentar mostrar serviço para continuar no ano que vem. Jogador profissional sempre tem que honrar a camisa dentro de campo, tem que jogar para valer, não pode dar mole, disse.

Se o Fluminense já conquistou a vitória sobre o São Paulo e agora enfrenta outro rival corintiano, o Palmeiras, o Corinthians por sua vez encara o Vasco, que também não teria grande interesse no jogo, já que não tem mais pretensões na competição e poderia beneficiar o rival carioca com uma vitória ou mesmo um empate.

Mas, para Dentinho, isso não significa expectativa de jogo fácil no próximo domingo. Tem jogadores do outro lado que têm que honrar a camisa. Não sabem se vão ficar no clube no ano que vem, então têm que dar a vida, jogar bem. Não existe isso aí não.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthiansfutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG