Tamanho do texto

Após campanha perfeita no primeiro turno, Corinthians perdeu pontos importantes jogando no Pacaembu contra adversários considerados mais fracos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859717882&_c_=MiGComponente_C

Os assuntos mala branca e entregada de jogos continuam sendo os mais presentes na reta final do Campeonato Brasileiro. Contudo, nesta quarta-feira, o atacante Dentinho encontrou outra explicação para a atual situação do Corinthians, que a duas rodadas do final da temporada ocupa a vice-liderança da competição, com um ponto a menos que o Fluminense.

Para estar nessa situação, nós vacilamos em casa, perdemos pontos bobos. Se não tivéssemos perdido, estaríamos com o título já praticamente garantido. Mas temos que procurar dar a volta por cima. Não tem nada decidido. Falam que já está tudo para o Fluminense, mas ainda podemos chegar lá, afirmou o atacante.

Gazeta Press
Atacante estava suspenso na partida contra o Vitória, mas volta para pegar o Vasco

E Dentinho está certo em sua avaliação. Com a distância mínima para o rival na luta pelo título, os quatro tropeços que o time teve jogando no Pacaembu - todos no segundo turno - com certeza serão muito lamentados após o final do Brasileirão caso o título fique realmente com a equipe carioca.

No primeiro turno, o Corinthians teve uma campanha simplesmente perfeita jogando como mandante. Disputou dez partidas no estádio do Pacaembu e venceu todas. Mas foi só começar a metade final do campeonato para o primeiro tropeço acontecer, na 21ª rodada, quando o time ainda comandado por Adílson Batista perdeu por 1 a 0 para o Grêmio.

O tropeço mais lamentado, no entanto, não foi essa derrota para a equipe gaúcha, mas sim os 4 a 3 sofridos diante do Atlético-GO, que passou a maior parte do Brasileirão lutando para fugir da zona de rebaixamento e que já havia vencido o Corinthians também no jogo de ida, em Goiás. Os outros dois reveses em casa foram os empates contra o Botafogo e contra o Ceará.

    Leia tudo sobre: futebol