Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Denilson quer 'esfriar a cabeça' e acabar com a fama de violento

Volante do São Paulo já levou dois cartões vermelhos e sete amarelos no Brasileirão desde que voltou da Europa

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

O volante Denilson foi uma das principais contratações do São Paulo para a temporada. Vindo do Arsenal, o jogador não correspondeu às expectativas dentro de campo e não conseguiu repetir as boas atuações que teve na Inglaterra pelo clube paulista. Pior que isso. O excesso de cartões ao longo do Campeonato Brasileiro fez com que o atleta ganhasse a fama de violento.

Siga o iG São Paulo no Twitter

AE
Denilson, volante do São Paulo
Nos 13 jogos que disputou no torneio nacional, Denilson levou sete cartões amarelos e foi expulso duas vezes - sem contar o vermelho que levou contra o Ceará, pela Copa Sul-Americana.

O camisa 15 tricolor se mostrou descontente com sua situação no São Paulo. "Minha adaptação não foi boa, até pelas expulsões que eu tive, a maioria em lances normais. Acabei me prejudicando, falavam que por eu ter vindo de fora eu seria violento, desleal, mas não sou assim", contou.

São Paulo está em 8º no Brasileirão. Veja a classificação completa do torneio nacional

"Não tive pré-temporada nem aqui e nem no Arsenal. Até tive uma conversa com o Adilson Batista quando cheguei e fui direto para o jogo contra o Atlético-GO, minha estreia, foi muito rápido. Tenho uma consciência dentro de mim de que ainda posso ajudar muito o São Paulo", completou Denilson.

Sem conquistar o título do Brasileirão e com chances remotas de ir para a Copa Libertadores de 2012, Denilson fez uma auto-avaliação negativa do seu retorno ao Brasil, mas prometeu "esfriar a cabeça" durante as férias para voltar com tudo na próxima temporada.

E MAIS: Juvenal Juvêncio diz que Leão deve continuar e alfineta o rival Corinthians
VEJA TAMBÉM:
Dagoberto, Piris e João Filipe perdem a vaga no time titular do São Paulo

"Fico muito triste por terminar o ano dessa forma. Temos condições ainda, por mais que seja dificil, há esperança de ir para a Libertadores. Mas fico triste por ter voltado com o pensamento de ser campeão enão ter conseguido. Tenho mais seis meses de contrato, quero esfriar minha cabeça, curtir com a família e voltar bem em 2012", comentou o volante.

E realmente as chances do São Paulo ir para a Libertadores são pequenas, já que precisa vencer o Santos, em Mogi Mirim, e ainda torcer por três resultados. Coritiba, Internacional e Figueirense não podem vencer os clássicos regionais contra Atlético-PR, Grêmio e Avaí, respectivamente.

São-paulinos são maiores que santistas na Torcida Virtual. Ajude seu time

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011Denilson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG