Atleta brasileiro criticou liderança do companheiro de time e capitão do Arsenal. Após repercussão negativa, minimizou declarações

O brasileiro Denílson, do Arsenal, afirmou que o volante Cesc Fábregas, capitão do time inglês, não tem a liderança necessária para o cargo. Em entrevista ao jornal The Sun, o volante colocou em xeque a capacidade do espanhol para a função.

"Fábregas é o capitão, mas não é um líder. Nos falta liderança, necessitamos um líder para seguir adiante. Um líder pode ser jovem. É uma questão de personalidade, é algo com o que se nasce", analisou. "Somos uma equipe em que todo o mundo comenta, mas não há nenhum líder no time, e isso seria importante", completou.

Depois de ter visto as críticas do companheiro, Fábregas não quis polemizar, e defendeu o companheiro de equipe. Para o espanhol, as palavras do brasileiro não foram tão fortes.

"Sobre o que Denílson disse, eu já estive nesta situação, foi apenas um mal-entendido. Agora, vamos vencer nesta noite!", escreveu Fábregas em seu Twitter, publicando ainda uma foto sua com o brasileiro. Sobre a partida, o espanhol se referiu ao duelo desta quarta-feira, contra o Leeds United, pela Copa da Inglaterra.

Mal-entendido
Ao tomar conhecimento da repercussão de suas declarações, Denílson minimizou, contando que foi mesmo mal interpretado como o próprio companheiro de time já havia afirmado.

"O Fabregas é um grande amigo. Quando disse que o time não tinha liderança foi no intuito de ressaltar que o Arsenal tem um grupo muito jovem e, às vezes, falta uma pessoa mais experiente, como foi o Gilberto Silva, por exemplo, por muitos anos", explicou Denilson, que disse já ter conversado com o Cesc após o episódio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.