Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Carro de Adriano passa por nova perícia e reconstituição do caso

Delegado e peritos interromperam a acareação para reunir os envolvidos dentro do carro para melhor análise das provas e depoimentos

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Hilton Mattos
O delegado Fernando Reis fez uma nova vistoria no carro de Adriano
O jogador Adriano e os demais envolvidos no caso em que a jovem Adriene Cyrilo foi baleada na mão no último sábado, compareceram nesta quinta-feira na 16ªDP da Barra da Tijuca para a acareação solicitada pelo delegado Fernando Reis. Os depoimentos começaram por volta das 16h (horário de Brasília) e o policial, acompanhado de dois peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli,  realizou uma nova perícia no carro do atleta do Corinthians. Os depoimentos se alongaram e no início da noite, por volta das 18h45, foi iniciada a reconstituição do caso, com os envolvidos dentro do carro de Adriano.

Leia mais: Jovem baleada recebe alta e acareação com Adriano será nesta 4ª

Segundo Fernando Reis, a nova análise foi feita, pois existem algumas informações conflitantes nos depoimentos. De ínício, o delegado escutará todos os envolvidos no caso de forma individual, para posteriormente uní-los na acareação.

Confira ainda: Adriano se diz vítima de armação e não vai pagar despesa do hospital

Os peritos colocaram uma espécie de vareta dentro do carro de Adriano para indicar a trajetória da bala que saiu do revólver de Júlio César Barros. Assim, de acordo com o objeto, o tiro teria saído do banco de trás da BMW branca, perfurado a mão direita de Adriene e a porta do veículo.

E mais: Surge nova testemunha que pode beneficiar Adriano

No começo da noite, o delegado reuniu os envolvidos na confusão dentro do carro de Adriano para fazer a reconstituição do tiro que atingiu Adriene Cyrillo. Dessa forma, em um primeiro momento, o tenente reformado, Júlio César, ficou na posição de motorista, com o atacante do Corinthians ao seu lado. Adriene ficou sentada no banco traseiro, exatamente atrás do tenente, seguida pelas amigas Viviane Faria e Andréia Ximenes. Uma policial substituiu a outra envolvida no caso, Daniele Pena, que não foi à acareação.

Logo após isso, o delegado Fernando Reis pediu que Adriano sentasse no banco de trás, ao lado da moça baleada, ficando exatamente na posição que Adriene afirmou em seu depoimento.

Adriano chegou por último e uma das envolvidas não foi à delegacia
A garota de 20 anos, Adriene Cyrillo, que foi baleada no último sábado recebeu alta na manhã desta quarta-feira e foi a primeira a chegar na delegacia. O tenente reformado Júlio César Barros, dono da arma que efetuou o disparo na mão da jovem apareceu logo em seguida. As amigas da jovem, Viviane Faria e Andréia Ximenes também compareceram à 16ªDP. Adriano chegou por último, dirigindo a mesma BMW branca onde ocorreu o entrevero. Daniele Pena, outra garota que estava presente no carro do jogador ainda não compareceu à delegacia.

Confira fotos da chegada dos envolvidos e da nova vistoria no carro do jogador:

Leia tudo sobre: adrianocorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG