Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Del Nero diz que, para levar 10, Paulistão deveria ter mais jogos

Extensão do torneio estadual é criticada justamente pelo excessivo número de jogos. Tabela é maior que um turno do Brasileiro

iG São Paulo |

Marco Polo Del Nero, presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol), causou polêmica na segunda-feira ao dar nota 8 para o criticado Campeonato Paulista, que tem seu regulamento como principal alvo. Mas, nesta terça, o cartola foi além. Em entrevista à TV ESPN Brasil, Del Nero afirmou que, para ganhar 10, faltou ao Paulistão apenas mais jogos – a extensão dos estaduais é justamente um dos pontos contestados por parte dos clubes e imprensa.

Twitter iG Esporte: Notícias, vídeos, fotos e opinião

“Faltaram mais rodadas”, disse Del Nero. Mas o dirigente mostra resignação e admitiu que hoje, diante do calendário proposto pela Conmebol, entidade responsável pelo futebol sul-americano, e pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), tal possibilidade não existe.

Mas, ao menos na quantidade de jogos, o Paulistão é mesmo quase um Brasileirão. Os finalistas terão que jogar 23 vezes pela competição. Principal disputa do calendário nacional, o Campeonato Brasileiro da Série A determina 38 jogos a cada um dos participantes.

Além do número de jogos ao qual são submetidos no estadual, os principais clubes reclamam da validade dessas partidas – o regulamento de São Paulo, por exemplo, não dá vantagem técnica nenhuma ao times de melhor campanha nas duas primeiras rodadas eliminatórias.

Um número cada vez maior de jogos para os torneios regionais no calendário é uma reivindicação comum a vários presidentes das federações estaduais. Esse tipo de torneio perdeu espaço na última década com a consolidação do Campeonato Brasileiro por pontos corridos sendo disputado na maior parte da temporada.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG