Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Defesa invicta na temporada é arma cruzeirense no clássico

Setor vive bom momento desde o Brasileirão do ano passado, quando teve e segunda melhor defesa

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Vipcomm
Goleio Fábio ainda não sofreu gols em 2011
Desde que começou o ano de 2011, o Cruzeiro ainda não sabe o que é sofrer gols. Em três compromissos na temporada (um amistoso e dois jogos pelo Campeonato Mineiro), a defesa cruzeirense não foi vazada em nenhuma oportunidade. E o bom momento do setor não é privilégio deste ano, já que o time terminou o Campeonato Brasileiro de 2010 com a segunda melhor defesa do torneio. No clássico de sábado, a invencibilidade na temporada será testada contra um time que vem mostrando boa força ofensiva nesse início de temporada, com o artilheiro do Campeonato Mineiro.

O ano do Cruzeiro começou com a vitória por 3 a 0 sobre o Uberlândia, em amistoso no Parque do Sabiá, no Triângulo Mineiro. Depois, pelo Campeonato Mineiro, duas vitórias: 3 a 0 sobre a Caldense, na estreia, e 1 a 0 sobre o Villa Nova, no último domingo.  “Glória a Deus por não ter sofrido gols, mas sei que a cada jogo se torna mais difícil. A intensidade de oportunidades que as equipes adversárias criam vai dificultando para que eu possa fazer todas as defesas, mas graças a Deus, esse começo está legal”, disse o goleiro Fábio.

No Brasileiro do ano passado, o time sofreu 38 gols em 38 jogos, uma boa média de um gol sofrido por partida. Somente o Fluminense, campeão, levou menos gols: 36 no total.

”Acho que o Cruzeiro vive um grande momento, desde o ano passado, quando venceu Vasco, Flamengo, Palmeiras. Neste ano, vencemos os amistosos, vencemos os jogos, não tomamos gols. A gente vem numa evolução muito boa, tanto na defesa quanto no ataque”, avaliou o técnico Cuca.

Mas o primeiro grande teste do ano será no sábado, diante do maior rival Atlético. O time comandado por Dorival Júnior balançou as redes seis vezes nos dois jogos que teve na competição (média de três gols por partida). Somente o Guarani de Divinópolis fez mais gols no Campeonato Mineiro: sete. Na última rodada, o Atlético goleou o Tupi por 4 a 1. Um dos destaques do jogo foi Magno Alves, que marcou duas vezes e é um dos artilheiros do Estadual com três gols.

Mudanças
O técnico Cuca vem escalando até aqui a mesma dupla de zaga que terminou o Brasileiro no ano passado, com Léo e Gil. Entretanto, a defesa cruzeirense sofreu muitas mudanças no início desta temporada. Saíram Caçapa, que foi dispensado pela diretoria, e Leonardo Silva, que não renovou seu contrato e foi parar no Atlético. Por outro lado, chegaram à Toca da Raposa II o zagueiro Naldo, que atuou pela Ponte Preta no ano passado, Fabrício, que estava no Palmeiras, e o uruguaio Victorino, contratação mais cara da temporada (US$ 2 milhões).

Leia tudo sobre: CruzeiroCampeonato Mineiro 2011defesa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG