Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Deco sai em defesa do trabalho de Enderson Moreira

Meia do Fluminense admite que situação do interino é difícil, mas diz que o grupo sempre o respeitou

Marcello Pires, iG Riode Janeiro |

Após afirmar que o bom ambiente do Fluminense no ano passado, aos poucos, está voltando às Laranjeiras, Deco voltou a dizer que não tem qualquer tipo de problema de relacionamento com o técnico interino Enderson Moreira.

Substituído no segundo tempo da derrota de 2 a 0 para o São Paulo, domingo, na estreia no Brasileirão, o meia disse que o treinador tem a confiança de todos no grupo e que o único momento de insatisfação aconteceu quando Souza reclamou por não ter sido relacionado para as partidas contra o Libertad, pelas oitavas de final da Libertadores.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Elogios à parte, o fato é que após ser bem recebido pelo grupo e muito elogiado por sua ousadia e coragem após as vitórias sobre o América-MEX, por 3 a 2, no Engenhão, e sobre o Argentinos Juniors, por 4 a 2, em Buenos Aires, o treinador enfrentou a insatisfação de alguns jogadores com a reserva, como Souza e Rafael Moura, e passou a ter seu trabalho questionado após as precoces eliminações no Carioca e na Libertadores.

Pivô da maior polêmica evolvendo o treinador, quando teria se recusado a entrar em campo nos minutos finais do jogo contra o Libertad, em Assunção, Deco negou que Enderson Moreira tenha perdido o grupo após os últimos mais resultados.

“Não acho que ele tenha perdido o grupo. Porém, a situação dele é muito complicada. É difícil você vir trabalhar sabendo que outro treinador já está contratado e vai chegar para tomar o seu lugar. Nós jogadores temos que compreender isso e cooperar no que for preciso. Muitas coisas são faladas na imprensa, mas internamente os jogadores respeitam e gostam do trabalho dele. Infelizmente os resultados não foram bons e quando isso acontece no futebol, as pessoas acham que tudo que foi feito e planejado está errado”, explicou Deco.

O meia até reconhece que a ansiedade e expectativa pela chegada de Abel Braga têm sido grande entre os jogadores. No entanto, o jogador afirma que isso não pode servir de desculpas pelas más atuações da equipe e discordou de que a estreia contra o São Paulo tenha sido desanimadora.

“A ansiedade existe sempre, mas jogador de futebol tem que estar preparado e pronto para mudanças. Isso não serve como desculpa. É claro que é ruim estrear com derrota, mas não acho que nossa atuação tenha sido desanimadora. Sabemos que temos muito o que melhorar, mas o campeonato está apenas começando e não enfrentamos uma equipe qualquer. O São Paulo tem grandes jogadores e é um dos candidatos ao título”, disse Deco, que foi claro ao explicar a diferença do Brasileirão para os demais campeonatos nacionais espalhados pelo mundo.

“A principal diferença é que no Brasil o campeonato é equilibrado. Raramente aqui você é muito superior a um adversário. O Fluminense é tão forte como o São Paulo, o Corinthians, o Cruzeiro. Na Europa, os times em que atuei quase sempre eram muito melhores do que os rivais”, concluiu.


 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011FluminenseDeco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG