Apesar de mensagem postada em seu twitter, Emerson também deve ficar fora do jogo contra Argentino Juniors.

Apesar do otimismo de Emerson , que postou em seu twitter nesta quarta-feira uma mensagem ao torcedor do Fluminense de que está chegando a hora de voltar aos gramados, o departamento médico do clube é bem mais cauteloso e praticamente descartou a presença de Sheik na estreia da equipe na Libertadores, contra o Argentino Juniors, dia 9 de fevereiro, no Engenhão.

Mas se Emerson ainda tem um pingo de esperança de entrar em campo contra os argentinos, o meio Deco , que sofreu uma lesão no músculo da coxa esquerda, ficará, no mínimo, de três a quatro semanas afastados dos gramados e já está vetado para a estreia na

competição sul-americana.

Nesta quarta-feira, Emerson apareceu no campo depois de muito tempo. Mas a alegria dos poucos torcedores que prestigiaram o treino desta quarta-feira durou pouco. De chinelos e ainda mancando, o atacante apenas cruzou o gramado das Laranjeiras a caminho da piscina, onde realizou mais um trabalho de fisioterapia. Segundo o departamento médico do Fluminense, o jogador só deverá ser entregue à preparação física em duas semanas.

Já a situação de Deco é bem mais complicada. Com mais uma lesão grave, a quinta desde que chegou ao clube em agosto de 2010, o meia deverá ficar pelo menos três semanas entregue à fisioterapia. Sem previsão de volta, o jogador realizou apenas 18 jogos com a camisa do Fluminense e marcou somente um gol.

Sem poder contar com um de seus principais jogadores, o técnico Muricy Ramalho lamentou o momento vivido pelo atleta e afirmou que não vai desistir de Deco.

“A situação dele é difícil. Eu já fui jogador e sei o que ele está passando com tantas lesões. Ele é um jogador de Copa do Mundo, de caráter e que está triste em não poder fazer aquilo que ele mais gosta. Ele tem que ter calma e se recuperar bem, pois eu sempre digo que nunca desisto do jogador”, disse Muricy.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.