Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Deco elogia Mourinho e C. Ronaldo, mas torce pelo Barcelona

Ex-jogador do time catalão, meia elogia ex-companheiros da seleção portuguesa, mas não esconde torcida

EFE |

Ao mesmo tempo em que ajuda o Fluminense a ressurgir das cinzas na Taça Libertadores e a brigar pelo título do Campeonato Carioca, o meia Deco se mantém atento aos confrontos em série entre Real Madrid e Barcelona, e não esconde sua torcida pelo time catalão, pelo qual atuou entre 2004 e 2008.

Em entrevista publicada neste sábado pelo jornal português "Expresso", o jogador disse que apesar da presença de "amigos" como Cristiano Ronaldo e José Mourinho no clube madrilenho, espera que o Barça leve a melhor nos duelos pela Liga dos Campeões, após ter perdido a decisão da Copa do Rei e empatado com os arquirrivais na último clássico válido pelo Campeonato Espanhol.

"As últimas partidas refletiram que existe maior equilíbrio entre ambos e que tudo pode acontecer. O Barça pode ter um certo favoritismo, mas o Real Madrid começa a se encontrar", afirmou. Deco explicou que a origem do time atual do Barcelona é o elenco montado pelo técnico Frank Rijkaard e ao qual pertenceu, junto com Ronaldinho Gaúcho.

"Estavam nele Puyol e Xavi, Messi e Iniesta começavam a explodir, e o fato de que joguem juntos há três ou quatro anos é vantajoso. Também há o Guardiola, com quem não trabalhei, mas que conhece a realidade do clube, e que pegou uma geração de jogadores jovens fantásticos", ressaltou. Deco também lembrou na entrevista de sua passagem pelo Porto, quando era comandado pelo agora treinador do Real, José Mourinho.

O meia destacou a vitória sobre o Manchester United na Liga dos Campeões em 2004, partida que serviu, segundo ele, para a equipe se dar conta de "que era possível ganhar o título", o que posteriormente conseguiu.

O brasileiro naturalizado português citou ainda a eliminação do time catalão para o Chelsea no torneio continental no ano seguinte, época em que Mourinho dirigia os "Blues". Deco afirmou que a derrota na épica série "uniu a equipe", que em 2006, na campanha que culminou com o título da Liga, deu o troco em cima dos ingleses e do treinador.

Leia tudo sobre: futebol mundialportugaldecofluminensemourinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG