Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Decepcionado" com futebol da seleção, Andrés diz que Mano não agrada

Diretor de seleções da CBF afirma ao jornal "Extra" que Brasil está jogando "bolinha" e não confirma Ronaldinho em Londres

iG São Paulo |

Se o trabalho do treinador Mano Menezes à frente da seleção brasileira já não vem agradando à maioria dos torcedores do país, nem na própria CBF (Confederação Brasileira de Futebol) o técnico tem apoio total. Em entrevista ao jornal "Extra", o diretor de seleções da entidade, Andrés Sanchez, se disse "decepcionado" com o futebol que seleção vem apresentado - "bolinha", segundo ele - e afirmou que nem o próprio treinador está feliz com seu trabalho. No entanto, prometeu melhoras em breve.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Não vou ser hipócrita. Em primeiro lugar, não ganhamos a Copa do Mundo. Em segundo, os resultados não foram bons. Estou como o povo brasileiro, decepcionado com nosso futebol, mas sei que há um planejamento e a partir de agora será posto em prática o que foi combinado. Todo mundo vai ver uma seleção diferente daqui pra frente. Ninguém está satisfeito por ter sido desclassificado da Copa do Mundo e da Copa América. Do presidente da CBF ao treinador, passando por mim e o mais humilde torcedor, todo mundo sabe que os resultados não estão sendo bons", disse Andrés.

NÃO, OBRIGADO: Neymar recusa conselho de Mano para jogar na Europa

"(O trabalho do Mano não está agradando) A ninguém. Nem o Mano está 'se agradando'. Lógico que ele sabia das dificuldades que teria em um ano e meio. Ele agora vai pôr em prática o que já viu que precisa ser feito até a Copa. O Mano erra e acerta como todas as pessoas. Ele sabe, todos nós sabemos, que é preciso fazer uma boa Olimpíada. Ganhar? Infelizmente, num detalhe você perde um campeonato. Mas tem que fazer uma coisa muito melhor do que o que foi feito até agora. Mas não é por ser medalha de ouro, prata ou bronze que ele vai ser trocado. Se for trocado, será pelo dia a dia que ele vem fazendo. Não vai ser por um campeonato", completou o diretor de seleções.

LISTÃO: Em meio à crise, Mano evoca 66 e pré-convoca 52 para as Olimpíadas

Andrés Sanchez também concordou com as críticas do deputado federal Romário ao futebol da seleção. O ex-jogador afirmou que a equipe está jogando uma "bolinha" e que o treinador precisa ser trocado. "Em relação à "bolinha", eu até concordo. Realmente, o time não vem jogando bem. Agora, mudar de treinador seria trocar seis por seis. A mudança de treinador não vai fazer o time jogar melhor ou pior", ressaltou o ex-presidente do Corinthians .

Gazeta Press
Mano Menezes vive dias turbulentos na seleção, mas Andrés Sanchez prefere não falar em troca de treinador


Olimpíadas
Andrés também comentou a polêmica lista de 52 jogadores pré-convocados para os Jogos Olímpicos de Londres 2012 . O nome de Ronaldinho Gaúcho aparece entre os relacionados, mas isso não quer dizer nada, segundo o dirigente: "Temos que mandar 18 jogadores para a Olimpíada. A Inglaterra botou 160 atletas nessa pré-lista. A Espanha botou uns 70. Nossa lista tem 52. Vai cair pra 35 e, depois, 18. Ronaldinho estar na lista não significa que será convocado", afirmou Sanchez, que prefere oportunidades para os jogadores mais novos.

VETERANOS: Com lista olímpica, Mano indica porta fechada para Kaká, Lúcio e Robinho

"Todo mundo sabe o que Ronaldinho, Kaká, Maicon e Adriano podem fazer na seleção. Então, se estiverem bem, faltando dois meses para a Copa, serão convocados. Mas acho que neste período que temos pela frente, passando pela Copa das Confederações até a Copa do Mundo, precisamos botar a molecada, os garotos que são titulares em seus times, para aprender a jogar com a camisa da seleção", disse.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG