Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Década de ouro faz Atlético-PR romper as fronteiras estaduais

Clube foi campeão brasileiro, vice da Libertadores, 3.ª na Sul-americana e viu sua torcida tornar-se maior que a do Coritiba no Paraná

Altair Santos, iG Curitiba |

A primeira década do século 21 vive seus últimos dias e o Atlético Paranaense não tem do que reclamar dela. Enquanto o rival Coritiba foi rebaixado duas vezes para a Série B nestes 10 anos, o clube viu sua marca romper não só a fronteira estadual como ganhou projeção internacional. No período, o Atlético alcançou posições nunca antes imaginada, como o título brasileiro de 2001, o vice-campeonato nacional de 2004, o vice-campeonato da Libertadores em 2005 e o 3.º lugar na Copa Sul-americana em 2006.

O Atlético também conseguiu nesta década manter equilibrada a disputa estadual. Se o Coritiba ganhou quatro títulos, os atleticanos também. Foram campeões paranaenses em 2000, 2001, 2002 (supercampeonato), 2005 e 2009. Além das conquistas, a década serviu para o clube consolidar uma sequência nunca antes conseguida por clubes paranaenses. Há 15 temporadas o Atlético disputa ininterruptamente a série A do Campeonato Brasileiro.

O bom desempenho tem feito o Atlético reduzir a distância que o separa do Coritiba no ranking da CBF. Nesta década, a cada ano a diferença diminuiu, em média, 10 pontos. Atualmente, os atleticanos ocupam a 18.ª posição e o rival é 14.º. Na era dos pontos corridos, porém, é disparada a supremacia do Atlético, que hoje acumula a 6.º melhor campanha ¿ atrás de São Paulo, Cruzeiro, Internacional, Santos e Flamengo. Já o Coritiba tem a 16.ª melhor campanha. Além disso, as pesquisas mostram que a torcida atleticana já é maior que a do rival no Paraná.

Para o presidente do Atlético, Marcos Malucelli, a cada boa campanha do clube a responsabilidade aumenta. Neste ano, por exemplo, atingimos a meta no Campeonato Brasileiro, que era ficar entre os dez, mas não conseguimos nossos objetivos no estadual, onde perdemos o titulo, e nem na Copa do Brasil, cuja meta era estar pelo menos na semifinal. O Atlético atingiu uma posição em que ele não pode se contentar com pouco, avalia o dirigente, que prepara o clube para mais uma década de sucesso, a partir de 2011.

Feitos do Atlético na década
2001 ¿ campeão paranaense e brasileiro
2002 ¿ supercampeão paranaense
2003 ¿ 6.º colocado no estadual e 12.º no Brasileiro
2004 ¿ vice-campeão brasileiro
2005 ¿ campeão paranaense e vice da Libertadores
2006 ¿ 3.º colocado na Copa Sul-americana
2007 ¿ 3.º colocado no estadual e 12.º no Brasileiro
2008 ¿ vice-campeão estadual e 13.º no Brasileiro
2009 ¿ campeão paranaense e 14.º no Brasileiro
2010 ¿ vice-campeão estadual e 5.º no Brasileiro

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG