Tamanho do texto

Centroavantes desbancaram colegas renomados e viram as esperanças para conquistar o Gauchão

Junior Viçosa fez dois gols e calou o Beira-Rio
Fabio Berriel, Gazeta Press
Junior Viçosa fez dois gols e calou o Beira-Rio

Eles começaram o ano à sombra de colegas renomados. Portanto, com a reserva como destino. Um gol no futebol, porém, muda tudo.

Imagine, então, três em dois Gre-Nais. Pronto, Junior Viçosa desbancou Borges no Grêmio . Leandro Damião fez 20 em 26 jogos, mais do que suficiente para Cavenaghi quase ser sócio do banco no Internacional .

Os centroavantes têm uma história parecida em seus clubes e querem o mesmo final: o título do Gauchão. No domingo, no Olímpico, cada um tentará ajudar o seu time, claro, fazendo gol. Até porque quando entram em campo... costumam balançar a rede. Os números são do Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Até marcar os três gols em clássicos, o que rendeu a marca de sete gols em 15 jogos na temporada, Viçosa, 21 anos, precisou corrigir um problema: o mau posicionamento que o deixava invariavelmente em impedimento. A infração era tão comum que irritava Renato Gaúcho ao ponto de, por exemplo, o obrigar a substituir o atleta em uma partida da Libertadores:

"Ele tinha me tirado do sério lá no Uruguai (contra o Liverpool), quando eu disse no intervalo 'se tu entrar em impedimento de novo, sai'. No início do segundo tempo aconteceu (o segundo da partida), tirei na hora. Depois dos treinos e do mérito dele, melhorou. Agora é colocar a bola para dentro e não irritar mais o treinador (risos)".

O trabalho de posicionamento, receber a bola em diagonal e sair às costas dos zagueiros, passou a ser trabalhado em todo o treino. Além de Renato, o auxiliar Alexandre Mendes assumiu a missão de orientar um jogador que não passou pelas categorias de base. Afinal, como disse o comandante, no ASA-AL, a lógica era "pega a camisa e joga".

A diferença apareceu no primeiro Gre-Nal da final do Estadual. Viçosa não ficou nenhuma vez impedido, fez gols aproveitado-se da linha mal executada pelo rival e teve o melhor desempenho na temporada: um drible, uma falta, duas finalizações certas, uma errada, uma assistência e nove perdas de bola. Será que repetirá no Olímpico?

Leandro Damião, 21 anos, não vive uma semana mágica como acontece com o atacante do Grêmio. Mas é um dos menos culpados pela derrota no jogo no Beira-Rio – tampouco pela eliminação do Inter na Libertadores. Artilheiro da temporada, com 20 gols, deixou sua marca nos dois Gre-Nais: fez o gol no jogo que assegurou o título do segundo turno e foi o autor do segundo gol na derrota por 3 a 2.

Se manteve a média de gols, variou em outros fundamentos. O Inter teve atuação abaixo da própria média. Os números de Damião sucumbiram com os do time. Na final do turno, conseguiu três finalizações. No jogo passado, apenas a cabeçada que originou o gol.

O Inter não se encontrava em campo e o camisa nove tentou voltar para ajudar o time. Foram 18 trocas de passe, enquanto a sua média é de 13. Mais recuado, acabou se envolvendo em mais disputas de bola: cometeu três faltas, igualando o seu recorde na temporada.

O segredo para triunfar no Gre-Nal parece ser a eficiência do meio-campo. Quando ele funciona, Damião empilha gols. Já fez 20 em 26 jogos na temporada. O Inter precisará de pelo menos mais dois para sair com o título gaúcho. Uma vitória por dois gols de diferença levaria a taça estadual para o Beira-Rio...

Retrospecto de Leandro Damião anima o Inter
Jefferson Bernardes/Vipcomm
Retrospecto de Leandro Damião anima o Inter

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.