Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De volta para casa, Denilson diz que pode estrear já no sábado

Novo volante são-paulino foi apresentado nesta terça-feira e admitiu que quase acertou com o Fluminense

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

AE
Denilson, novo camisa 15 do São Paulo
O volante Denilson foi apresentado de forma oficial pelo São Paulo nesta terça-feira, no CT da Barra Funda, e vestiu a camisa 15, a mesma que usou na conquista do Mundial de Clubes, em 2005. Após cinco temporadas no Arsenal , da Inglaterra, o jovem de 23 anos retorna ao clube pelo qual foi revelado com um vínculo de um ano. Mesmo com pouco tempo para treinar com o restante do grupo, ele admitiu que pode jogar já no sábado, contra o Atlético-GO .

Siga o iG São Paulo no Twitter

"Vinha treinando há duas semanas no Arsenal. A primeira foi em Londres e a segunda na Malásia e na China. Fizemos duas partidas amistosas. Estou pronto para atuar. Vou conversar com a comissão técnica e avaliar se tenho condição de jogar já no sábado", disse Denilson. O jogo contra os goianos marcará a estreia do técnico Adilson Batista no time.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Há quase dois meses negociando com o São Paulo, Denilson disse que esteve próximo de um acordo com o Fluminense , que chegou para negociar depois. "Eu já vinha conversando com o São Paulo, expliquei minha situação, disse que queria voltar. Durou uns 50 dias. Depois veio o interesse do Fluminense. Estava quase certo com o Fluminense, mas recebi uma ligação dizendo que eu iria para o São Paulo", revelou o volante.

A reviravolta aconteceu porque o São Paulo deu prioridade ao Arsenal numa futura negociação com o zagueiro Bruno Uvini , que está com a seleção brasileira sub 20. O time paulista e o carioca ofereceram algo em torno de R$ 890 mil pelo empréstimo de um ano, mas os ingleses decidiram ceder Denilson para o São Paulo.

Na Inglaterra, o volante era bastante utilizado pelo técnico Arsene Wenger. Mesmo com prestígio em alta, o jogador conversou com o comandante do Arsenal e expressou sua vontade de retornar ao Brasil. "Eu tinha passado a minha vontade de voltar parao Brasil. Ele (Wenger) não queria deixar de forma alguma, mas depois de duas ou três conversas, ele sentiu que eu não estava mais feliz lá", contou.

Cria da base são-paulina, o jogador fez 22 partidas com a camisa tricolor, tendo conquistado dez vitórias, com cinco empates e sete derrotas. Para Denilson, seu retorno é um desejo antigo. "É um sonho realizado, estou voltando para minha casa, foi aqui que eu nasci, cresci e me criei. Uma das maiores vitórias da minha vida foi conquistar o Mundial de 2005", finalizou.

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011Denilson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG