Cruzeirense sofreu o último gol do 'Fenômeno' e agora participa da despedida do jogador contra Romênia

Fábio não era chamado para a seleção brasileira desde 2006
Vipcomm
Fábio não era chamado para a seleção brasileira desde 2006
Finalmente chegou a hora do goleiro Fábio na seleção brasileira. Depois de muitos pedidos da torcida do Cruzeiro , o goleiro foi lembrado pelo técnico Mano Menezes e volta à seleção depois de mais de quatro anos. O jogador se reencontrará com o atacante Ronaldo Fenômeno, que marcou seu último gol como profissional contra o goleiro cruzeirense. 

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Fábio contou como ficou sabendo da convocação. “Não esperava. Estava tranquilo, na sauna, fazendo a barba. Mas Deus é fiel e me proporcionou mais uma felicidade. Agradecer a Deus, minha família, que me dá apoio em todos os momentos e a todos da imprensa que observaram meu rendimento nos jogos e cobraram. Agradeço ao torcedor que sempre me incentiva também”, disse o capitão do Cruzeiro. 

O goleiro não era chamado para a seleção desde 2006, quando o técnico Dunga o convocou para os amistosos contra Argentina e País de Gales, em setembro daquele ano. Com Mano Menezes, essa é a primeira chance de mostrar serviço. “Espero mostrar dentro da seleção meu potencial, qualidade, o jogador de grupo que sou. Vai ser super importante pelo trabalho novo que está sendo desenvolvido ao longo das convocações do Mano. Trabalho para a Copa América e para a próxima Copa (do Mundo). É importante ter esses testes. Quem estiver dentro dessa convocação vai querer mostrar tudo para continuar sendo lembrado”, ressaltou. 

A partida contra a Romênia marcará a despedida de Ronaldo Fenômeno da seleção. O ex-atacante marcou seu último gol como profissional exatamente contra Fábio, em um polêmico jogo entre Corinthians x Cruzeiro já na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado. 

“Ter sofrido o gol (do Ronaldo) foi consequência da partida, independentemente de quem seja o adversário. O Ronaldo por seus méritos bateu bem o pênalti e converteu. Fui o ultimo goleiro que ele fez gol. Hoje estou sendo convocado para o jogo de despedida dele, o que é gratificante. Estou bastante feliz por isso”, concluiu o goleiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.