Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De virada, Santos supera os desfalques e bate o Avaí na Ressacada

Sem Durval, Pará, Arouca, Ibson e Ganso, time de Muricy tem Borges e Felipe Anderson como salvadores

Gazeta |

null

Em um campo castigado pelas fortes chuvas que caíram em Santa Catarina, o Santos não se intimidou e, mesmo repleto de desfalques (Durval, Pará, Arouca, Ibson e Ganso), superou as dificuldades para bater o Avaí , por 2 a 1, na tarde desta quarta-feira, na Ressacada. Willian , de pênalti, anotou para os donos da casa, que viram Borges e Felipe Anderson decretarem a virada santista.|

Veja também: Edu Dracena se revolta com marcação de pênalti

O resultado alcançado pelo time da Vila Belmiro em Florianópolis levou o time para a 13° posição, com 26 pontos e dois jogos a menos em relação à maioria de seus oponentes. Já o Avaí segue na 18° colocação, na zona do rebaixamento, com apenas 20 pontos ganhos.

Siga o Twitter do iG Santos e receba as notícias do seu time em tempo real

O Santos volta a campo na próxima rodada contra o Cruzeiro, sábado, às 18 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro. Já os catarinenses visitam o América-MG, no mesmo dia e horário, na Arena do Jacaré.

Veja também: William lamenta falta de atenção do Avaí em casa

O jogo

Logo no primeiro lance da partida, o Avaí quase abriu o placar. O meia Pedro Ken avançou para dentro da grande área do Santos, mas a sua finalização foi cortada pelo zagueiro Bruno Rodrigo, que evitou o gol dos donos da casa.

Com uma formação diferente em função dos desfalques da equipe, com Neymar atuando mais recuado e Alan Kardec ao lado de Borges, no ataque, o time de Muricy também levava perigo ao gol adversário.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Aos 18, os santistas estiveram perto de abrir o placar, quando Neymar superou as dificuldades do gramado pesado, castigado pelas chuvas que caíram em Florianópolis, cruzando a bola para uma perigosa cabeçada de Alan Kardec. A bola saiu rente a trave esquerda de Rafael Santos, assustando dos catarinenses.

Minutos depois, aos 29, os alvinegros tiveram mais uma grande oportunidade de fazer o seu primeiro gol. Elano cobrou falta direto para o gol, Rafael Santos espalmou e, na sobra, Alan Kardec quase marcou. O arqueiro do Avaí defendeu o chute do atacante com os pés.

Mais perigoso em campo, o Santos sofreu um duro golpe aos 30 minutos, quando o árbitro marcou pênalti do zagueiro Edu Dracena no meia-atacante Lincoln. Na cobrança, aos 33, o centroavante Willian colocou o Avaí na frente no marcador: 1 a 0.

Após o gol catarinense, o Santos se atirou ainda mais ao ataque, buscando o empate antes do intervalo. Aos 42, Dracena quase deixou tudo igual no placar, em uma cabeçada defendida por Rafael Santos, que espalmou a bola para escanteio.

Gazeta Press
Borges marcou e iniciou a reação do Santos contra o Avaí
Na volta para a etapa complementar, os santistas continuaram pressionando os donos da casa, em busca do empate. Aos 13, Alan Kardec fez boa jogada individual, antes de tocar para Borges. O camisa 9 parou na zaga catarinense, porém, a bola sobrou para Neymar soltar a bomba. Atento, Rafael Santos espalmou a bola, evitando o empate adversário.

No minuto seguinte, procurando dar mais poder de fogo a sua equipe, o técnico Muricy Ramalho sacou o volante Adriano para a entrada do meia Felipe Anderson.

Insistente, o Santos quase chegou ao empate aos 18. Borges dominou no peito uma bola levantada para a área, ajeitando-a para o chute de Alan Kardec. O arremate do centroavante foi desviado e a bola passou muito próxima a meta defendida por Rafael Santos.

De tanto pressionar, o time da Vila Belmiro finalmente alcançou o empate, aos 25. Neymar começou a jogada, tocando para Felipe Anderson, que encontrou Borges entrando na grande área. Com calma e categoria, o camisa 9 driblou Rafael Santos, antes de bater para o fundo das redes: 1 a 1. Esse foi o 15° gol de Borges no Campeonato Brasileiro, artilheiro isolado da competição.

Após o gol, o treinador do Avaí, Toninho Cecílio tentou colocar o seu time mais a frente trocando o volante Batista pelo atacante Rafael Coelho.

Mas quem chegou ao segundo gol foi o Santos. Aos 31, Felipe Anderson se aproveitou de um vacilo de Gustavo Bastos para tirar a marcação, antes de soltar o chute forte de perna esquerda, no ângulo de Rafael Santos.

Nos minutos finais, com a desvantagem, Toninho Cecílio tirou Róbson e Pedro Ken para as entradas de Cleverson e Leandrinho, respectivamente. No Santos, Muricy perdeu Henrique e Elano, com lesões. Desta forma, Bruno Aguiar e Éder Lima foram para o jogo, visando ajudar a equipe a segurar a vantagem construída no segundo tempo.

Bem armado taticamente, o time de Muricy Ramalho segurou a pressão do adversário até o apito final do árbitro, conquistando uma importante vitória na Ressacada.

FICHA TÉCNICA  - AVAÍ 1 X 2 SANTOS

Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 7 de setembro de 2011, quarta-feira
Horário: 16 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (Fifa-RJ)
Assistentes: Ediney Guerreiro Mascarenhas e Jackson L. Massarra dos Santos (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Lincoln, Róbson, Willian e Romano (Avaí); Elano, Danilo, Adriano, Bruno Rodrigo e Edu Dracena (Santos)

Gols: AVAÍ: Willian, de pênalti, aos 33 minutos do primeiro tempo
SANTOS: Borges, aos 25 e Felipe Anderson, aos 31 minutos do segundo tempo

AVAÍ: Rafael Santos; Arlan, Gustavo Bastos, Dirceu e Romano; Batista (Rafael Coelho), Bruno, Pedro Ken (Leandrinho) e Lincoln; Róbson (Cleverson) e Willian
Técnico: Toninho Cecílio

SANTOS: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Léo; Adriano (Felipe Anderson), Henrique (Bruno Aguiar) e Elano (Éder Lima); Neymar, Alan Kardec e Borges
Técnico: Muricy Ramalho

Leia tudo sobre: santosavaíbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG