Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De virada, Porto vence Sporting e mantém invencibilidade

Com o título do Campeonato Português assegurado, time venceu o Sporting no clássico por 3 a 2

Gazeta |

Já campeão nacional e de olho nas semifinais da Liga Europa, o Porto tem como única motivação no Campeonato Português manter sua invencibilidade. E, com dificuldade, o time alcançou sua 25ª vitória em 27 rodadas no torneio nacional neste domingo, ao vencer o clássico com o Sporting por 3 a 2, no estádio do Dragão.

Em casa, o Porto logo foi surpreendido pelo ex-time de Liedson, hoje no Corinthians. Aos 11 minutos do primeiro tempo, André Santos arrematou de fora da área, a bola desviou em Matias Fernandez e enganou o goleiro brasileiro Hélton, do Porto, que viu o chute entrar em seu contrapé.

Com seus principais jogadores, entre eles o atacante brasileiro Hulk e seu companheiro de setor, o colombiano Falcao, os anfitriões pressionaram e logo tiveram três oportunidades claras de empatar logo depois de sofrer o gol, duas com Falcao e outra com Guarin.

Aos 26 minutos da etapa inicial, logo depois de Falcao perder outra oportunidade, o colombiano, enfim, colocou uma bola nas redes. O atacante aproveitou cruzamento de Álvaro Pereira, subiu mais que Evaldo e Torsiglieri e cabeceou sem chances para o goleiro Rui Pinto.

O Sporting não conseguia conter o ímpeto do Porto, e a previsível virada se confirmou aos cinco minutos do segundo tempo. Falcao, novamente, foi certeiro ao se antecipar ao brasileiro Anderson Polga, zagueiro da equipe de Lisboa, e mergulhar para tocar a bola nas redes do rival.

Aparentemente com o clássico nas mãos, o Porto perdeu o goleiro Hélton, que se machucou ao cair no chão após uma defesa e teve que ser substituído aos 24 minutos da etapa final. O ataque, entretanto, continuava forte. Aos 42 minutos, Walter, que havia acabado de entrar no lugar de Falcao, aproveitou rebote de chute de Rubén Micael para fazer 3 a 1.

Aos 44 minutos da etapa final, Matias Fernandez fez o seu segundo gol, com frieza para finalizar dentro da área. Mas o gol só serviu para dar números finais a um clássico que teve o mesmo dono do campeonato.

Leia tudo sobre: portugalfutebol mundialporto

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG