Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De virada e no sufoco, Atlético-PR bate o Paranavaí

Com o resultado, o rival Coritiba não poderá levantar antecipadamente o troféu nesta rodada

Gazeta |

Em um verdadeiro sufoco, de virada, o Atlético Paranaense venceu o Paranavaí por 2 a 1, na Arena da Baixada, mantendo vivo o sonho do título do Campeonato Paranaense 2011. Com o resultado, o rival Coritiba não poderá levantar antecipadamente o troféu nesta rodada, deixando para o confronto direto, na próxima semana, mais um capítulo dessa decisão.

Depois de um primeiro tempo com domínio da bola, mas sem criatividade, o Furacão viu o adversário abrir o placar em um lance bizarro. Aos três minutos, Bruno Costa tentou o recuo em direção ao gol, e não viu que Renan Rocha não estava atento, fazendo contra. O empate veio em um golaço de Adaílton, aos 19 minutos, com direito a fila a defesa e batida no ângulo. O atacante decretou a virada aos 29 minutos, de cabeça.

nullNa próxima rodada, a penúltima do segundo turno, o Atlético Paranaense tem o clássico diante do Coritiba, domingo, na Arena da Baixada. Já o Paranavaí tem pela frente o Rio Branco, no mesmo dia, em casa, no Estádio Dr. Waldemiro Wagner.

O jogo

O Atlético mostrou desde os primeiros movimentos que tomaria conta das ações. No entanto, não conseguia passar pelo ferrolho armado pelo adversário. Aos três minutos, Manoel fez o lançamento em velocidade e Adaílton não alcançou. Aos sete minutos, bom levantamento de Mádson na área, mas Adaílton desviou pela linha de fundo.

A marcação era dura por parte dos jogadores do Vermelhinho do Fim da Linha, que matavam todas as jogadas de ataque do Furacão. Aos 13 minutos, Márcio apareceu na frente do gol atleticano e o árbitro parou o lance marcando falta. Novamente Marcio, aos 17 minutos, chegou com um chute de fora da área, à direita da meta. Na resposta, aos 22 minutos, Pimba dominou com categoria, fez pose, e bateu errado.

A torcida já se irritava com o Furacão, que não conseguia se desvencilhar da forte marcação. Aos 35 minutos, tentando resolver sozinho, Gabriel Pimba abriu espaço e fuzilou para fora, com perigo. Aos 38 minutos, Adaílton cruzou e a defesa do Paranavaí se antecipou para tirar para escanteio. Lucas recebeu com liberdade total, aos 43 minutos, e o árbitro assinalou impedimento.

No segundo tempo, o técnico Adílson Batista colocou Heverton e Heracles, tentando aumentar a movimentação da equipe e furara a marcação. Mas, quem abriu o placar foi o Paranavaí em um lance inacreditável. Bruno Costa tentou recuar para o goleiro Renan Costa, que não estava no canto ?escolhido' pelo zagueiro, e só viu a bola entrar tranquilamente para as redes. Nas arquibancadas, a torcida ia a loucura com o time. Aos nove minutos, Fransérgio tentou cruzar e errou por muito.

AE
Adaílton comemora após marcar o primeiro do Atlético-PR na partida
O Paranavaí aproveitava o nervosismo dos jogadores do Atlético para criarem algumas chances. Aos 11 minutos, Márcio chutou de longe, por cima da meta. A bronca do torcedor surtiu efeito e a equipe da casa começou a pressionar. Aos 19 minutos, Adaílton fez fila e chutou no ângulo para fazer um golaço na Arena. Aos 23 minutos, penetrando na área como homem surpresa, Adaílton arrematou para fora. No lance seguinte foi a vez de Lucas perder, parando nas mãos de Paulo Roberto.

A virada estava próxima e veio aos 29 minutos, com Adaílton, o nome da tarde, desviando de cabeça após tentativa de Mádson. Depois do gol, sufoco para o Furacão. Aos 34 minutos, após levantamento, Rafael Santos cabeceou para grande defesa de Renan Rocha e, no rebote, o atacante carimbou o travessão. Aos 44 minutos, Tatico arrematou de fora da área e Héracles cortou, comemorando como um gol. Nos acréscimos, Branquinho ainda acertou o travessão.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 2 X 1 PARANAVAÍ

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 16 de abril de 2011, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcos Daniel de Camargo
Assistentes: José Carlos Dias Passos e Sandra Maria Dawies
Cartões amarelos: Lucas, Héverton e Róbston (Atlético-PR); Márcio , Rafinha e Tatico (Paranavaí)

Gols: ATLÉTICO-PR: Adaílton, aos 19 minutos e aos 29 minutos do segundo tempo
PARANAVAÍ: Bruno Costa (contra), aos 03 minutos dos segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha, Wagner Diniz, Manoel, Gabriel (Héracles) e Bruno Costa; Fransérgio (Branquinho), Robston, Gabriel Pimba (Heverton) e Madson; Lucas e Adaílton
Técnico: Adilson Batista

PARANAVAÍ: Paulo Roberto; Everton, Allison e Jaime; Jean (Eduardo), Márcio, Davi, Tatico e Edson; Pequi (Rafael Santos) e Davi (Rafinha)
Técnico: Itamar Bernardes.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG