Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De virada, Atlético vence Corinthians-PR

Adriano Gabiru abriu o placar para o Corinthians, mas, com gols de Henen e Mádson, Atlético conseguiu a virada

Gazeta |

De virada, depois de muita chuva e suor no Eco-estádio Janguito Malucelli, o Atlético Paranaense passou pelo Corinthians Paranaense, por 2 a 1, conquistando seu primeiro resultado positivo no Campeonato Paranaense 2011 e no ano. Com o resultado, as duas equipes ficam com três pontos, mas o time do Barigui tem melhor saldo.

O Corinthians-PR abriu o placar com sua principal contratação para a temporada, Adriano Gabiru, que pegou rebote do goleiro, aos 35 minutos, para empurrara para as redes. Depois do intervalo, o Atlético subiu de produção, mas encontrou um paredão chamado Walter, o goleiro alvinegro que foi o destaque da partida. Até que, aos 33 minutos, Henan arriscou o chute e deixou tudo igual. Aos 35 minutos, Madson decretou a vitória.

Na próxima rodada, o Corinthians Paranaense encara o Cianorte, domingo, no Estádio Olímpico Albino Turbay. Já Atlético Paranaense recebe o Iraty, no sábado, às 17 horas, na Arena da Baixada.


O jogo
A partida começou com muita disposição dos dois lados, mas a correria não se transformava em chances reais. Aos dois minutos, Paulo Baier tentou um lançamento em profundidade, mas a zaga alvinegra tirou dentro da área. Aos quatro minutos, a primeira tentativa do time da casa com Thiago Henrique, que bateu para defesa de João Carlos. Na resposta, aos sete minutos, Madson arriscou de longe e isolou.

De volta ao Furacão, Lucas era a grande esperança de gols e a primeira chance foi criada aos nove minutos, com um cruzamento de Baier que o atacante não alcançou, de frente para o gol. A partida era aberta e o Timãozinho chegou com Élton, aos 13 minutos, e uma cabeçada que passou com perigo. De frente para o crime, aos 18 minutos, Guerrón teve a chance de abrir o placar, mas preferiu passar para Lucas, facilitando a vida de Walter, que saiu para defender.

A chuva apareceu para deixar o campo mais escorregadio e diminuir o ritmo. Aos 26 minutos, falta para Paulo Baier na entrada da área e o cruzamento é afastado pela defesa, pela linha de fundo. Adriano Gabiru só apareceu aos 29 minutos, recebendo um ótimo lançamento, mas perdendo para Paulinho na hora do arremate. Mas, aos 35 minutos, não teve perdão. Gabiru pegou sobra de bola e chutou para marcar. A reação quase aconteceu aos 39 minutos, com Wagner Diniz, que mandou um petardo no travessão.

Na segunda etapa, os jogadores do Furacão prometeram acordar. Logo no primeiro minutos, Paulo Baier arriscou o chute e Walter fez a defesa. Aos quatro minutos, Madson recebeu com liberdade e, na área, conseguiu arrematar para fora. Mais um chute de Baier, aos oito minutos, com outra linda defesa do goleiro corintiano, que depois do intervalo passou a ter mais trabalho na partida.

O Atlético-PR dominava as ações e criava as melhoras oportunidades, mas sem a competência necessária no arremate. Aos 14 minutos, Madson escapou da zaga, ficou de frente para o gol, mas o árbitro parou o lance anotando impedimento. A torcida rubro-negra já demonstrava preocupação, enquanto o técnico Sérgio Soares olhava par ao banco, sem encontrar boas opções. Aos 21 minutos, uma bomba de Madson que Walter salvou.

A pressão atleticana era forte, mas abria espaços para o contra-ataque. Aos 24 minutos, Mineiro apareceu com liberdade no ataque e, na confusão, desviou e viu a bola sair pela linha de fundo, com muito perigo. O goleiro Walter era o nome do jogo. Aos 29 minutos, parou uma cabeçada à queima roupa de Henan. Até que, aos 33 minutos, Henan chutou cruzado, a bola bateu na defesa e morreu no fundo das redes. A virada era questão de tempo e, aos 35 minutos, o baixinho Madson aproveitou jogada de Guerrón para fazer o seu. Sem força, o Timãozinho não conseguiu reagir.

Leia tudo sobre: atlético-prcorinthiansparanaensegenet

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG