Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De olho na liderança, Vasco desafia a crise do Palmeiras

Time paulista quer se livrar matematicamente do rebaixamento, enquanto cariocas podem assumir a liderança se vencerem

Gazeta |

O duelo entre Palmeiras e Vasco não chama a atenção apenas dos torcedores dos dois clubes. Com o rival Corinthians necessitando de uma ajuda do rival, a partida entre o time de Luiz Felipe Scolari e a equipe de São Januário ganhou uma repercussão a mais, nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Pacaembu.

Enquanto Corinthians e Vasco aparecem com 61 pontos e lutam pelo título do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras precisa do triunfo para acabar definitivamente com o risco de degola. Por isso, mesmo com a possibilidade de ajudar o maior rival, o Verdão promete empenho pelo triunfo.

Palmeiras ainda corre risco de cair e Vasco é o vice-líder. Confira a classificação completa

"Temos de ganhar do Vasco, para não ter mais risco nenhum. Nós precisamos da vitória o mais rápido possível", alertou o goleiro Deola. Mas a partida desta quarta-feira fez uma polêmica do passado voltar a ser assunto.

Em 2010, São Paulo e Palmeiras foram acusados de facilitar nos duelos com o Fluminense para evitar o título do Corinthians. Em 2009, foi a vez de o Grêmio ser responsabilizado pelo título do Flamengo, que venceu por 2 a 1 na última rodada, quando um tropeço carioca representaria a conquista do Internacional, rival gremista.

Leia mais: César Sampaio diz que elenco o impediu de demitir Felipão

Porém, no entendimento dos vascaínos, a partida no Pacaembu será muito disputada, sem nenhum tipo de armação ou facilidade.

"O Palmeiras sempre será um adversário complicado de vencer, independentemente do momento que esteja passando na competição. Eles contam com jogadores experientes e com um grande treinador. Vamos mais uma vez ter que lutar e jogar no nosso limite para conseguir vencer, como estamos fazendo nas últimas partidas", comentou o goleiro Fernando Prass.Agora, o Vasco usa o embalo da vitória no clássico contra o Botafogo para tentar manter a arrancada nesta reta final, em busca do título brasileiro.

Divulgação
Diego Souza e Dedé fazem foto com jovem torcedor: Vasco vai a São Paulo pela liderança

"Nossa estratégia deu certo, conseguimos neutralizar o adversário e construir um resultado positivo. O nosso foco neste momento é repetir a atuação exibida diante do Botafogo no confronto contra o Palmeiras. Acreditamos que será um jogo muito disputado no Pacaembu, pois nosso adversário ainda precisa pontuar. Portanto, novamente teremos que beirar à perfeição tática", afirmou o zagueiro Dedé.

Veja ainda: Juninho pede para ser poupado, mas Felipe estará em campo

Para este compromisso, o técnico do Vasco, Cristóvão Borges, deverá fazer alterações na equipe, abandonando a ideia de congestionar o meio-campo, usada contra o Botafogo. O volante Rômulo, suspenso por ter sido expulso no clássico, deve abrir vaga para Nilton, com Allan sendo barrado para a entrada de Elton no ataque. Assim, Diego Souza volta a atuar como armador, ao lado de Felipe, pois Juninho Pernambucano foi vetado.

Já o Palmeiras tem vários desfalques para o compromisso. Valdivia e Tinga terão de cumprir suspensão no Pacaembu, enquanto Maikon Leite, Maurício Ramos e Marcos seguem entregues ao departamento médico. Da longa lista de ausências, apenas Tinga foi titular na rodada passada e, por isso, sua vaga é bastante disputada. O treinador faz mistério se colocará o atacante Fernandão ou o volante João Vitor. Independentemente da escolha, Marcos Assunção cobra um resultado positivo.

"Não temos que esperar. Temos de jogar igual ao que fizemos contra o Grêmio, com bastante vontade e determinação, nos posicionando bem em campo, que é o mais importante", concluiu.

FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS X VASCO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 16 de novembro de 2011 (Quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Carlos Berkenbrick (Fifa-SC) e Kleber Lucio Gil (SC)

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Leandro Amaro, Thiago Heleno e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Patrik e Luan; Ricardo Bueno e Fernandão (João Vitor)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Renato Silva e Jumar; Nilton, Fellipe Bastos, Felipe e Diego Souza; Eder Luis e Elton
Técnico: Cristóvão Borges

Leia tudo sobre: palmeirasvascobrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG