Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

De olho em Montillo, Andrés vai a BH para tratar de patrocínios

Ex-presidente tem encontro para negociar naming rights. Cruzeiro nega negociação pelo meia

Bruno Winckler e Frederico Machado, iG Esporte |

O presidente licenciado do Corinthians , Andrés Sanchez, esteve em Belo Horizonte nesta sexta-feira e almoçou com o presidente do Banco BMG, Ricardo Guimarães. A reunião foi agendada para discutir os "naming rights" do novo estádio do clube paulista e segundo apurou o iG, também o patrocínio da camisa corintiana. O contrato com a Hypermarcas, dona da NeoQuímica e de outras marcas da que estampam a camisa corintiana, se encerra em março de 2012.

Gazeta Press
Andrés se licenciou do cargo de presidente na quinta-feira
Leia também: Andrés aguarda Montillo e insinua que São Paulo quis "tumultuar"

O Banco BMG é um dos maiores patrocinadores do futebol brasileiro e poderia comprar o direito de estampar seu nome no futuro estádio do Corinthians, assim como na camisa do clube paulista. O BMG patrocina a maioria dos times da Série A e tem jogadores nos principais clubes do país. Em São Paulo, o Corinthians é o único grande clube que não estampou a marca do banco na sua camisa em 2011.

E mais: Cruzeiro recusa proposta oficial do São Paulo para levar Montillo

Ao iG, em entrevista exclusiva , Andrés já cogitara a que era possível casar a venda do patrocínio da próxima camisa com o nome do estádio corintiano.

"Óbvio que tem essa possibilidade, mas não tem nada agregado. Mas claro que se chegar alguém e quiser tudo é melhor para todo mundo. A princípio, não. Estamos negociando já com cinco, seis empresas (os naming rights). Tivemos propostas de algumas empresas que não nos contentaram, mas eu espero que até fevereiro saia não só o naming rights, como também o patrocínio. Em fevereiro ou março vai estar concluído", disse o presidente corintiano licenciado.

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

No almoço realizado em um dos melhores restaurantes da capital mineira, o Vecchio Sogno, não estiveram presentes membros da diretoria do Cruzeiro. Pelo menos oficialmente, a negociação do argentino Montillo não estava em pauta. A diretoria do Cruzeiro insiste que só vende o atleta pelos 15 milhões de euros. Gilvan de Pinho Tavares assume a presidência do clube nesta sexta-feira e insiste em manter o jogador no clube. Montillo tem contrato com o Cruzeiro até 2015. "Parece que o Andrés esteve mesmo em Belo Horizonte, mas ele não chegou a agendar nenhum encontro com a diretoria do Cruzeiro para esta data. Não estamos necessitados de fazer a venda (de Montillo)", disse Guilherme Mendes, diretor de comunicação do Cruzeiro, à Rádio Transamérica.

Confira também: Corinthians ajudará governo a buscar parceiros para adequar arena

O Corinthians ofereceu 8 milhões de euros (R$ 19 milhões) ao clube mineiro e esta é a oferta final . A vontade de Montillo em jogar a Libertadores é usada pelo clube paulista para tentar convencer o Cruzeiro. Valores de um futuro contrato entre o Corinthians e o meia argentino já foram acordados com o empresário do atleta, Sérgio Irigoitia.

Leia tudo sobre: corinthianscruzeiromercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG