Tamanho do texto

Presidente corintiano confirma que clube está interessado em Mauro Formica, de 22 anos, e pode envolver Defederico na negociação

O Corinthians está de olho em um meia argentino para reforçar a equipe em 2011. Mauro Formica, de 22 anos, defende o Newells Old Boys e foi observado pelo olheiro do clube, Mauro da Silva, que esteve na Argentina nas últimas semanas para avaliar suas atuações.

O presidente Andrés Sanchez aguarda o aval de Tite para prosseguir nas negociações pelo jogador e deve envolver o meia Defederico na transação com o clube argentino caso o treinador corintiano ache conveniente.

Pelos problemas financeiros e políticos que a Argentina vive no futebol, o mercado brasileiro ficou muito bom. Mandamos observar esse jogador, mas até agora não temos o aval da comissão técnica, disse Sanchez.

Com receio de ver acontecer com Formica o mesmo que se passou com Defederico no Corinthians, a diretoria não pretende abrir os cofres para comprar um jogador que pode não se adaptar ao futebol brasileiro, caso do atual argentino do elenco corintiano.

Por isso a intenção é colocar Defederico na negociação. Com apenas um gol no Brasileiro, o jogador recebeu chances com os três treinadores que comandaram a equipe no campeonato, mas foi pouco eficiente nas 18 partidas em que teve a chance de atuar.

O Defederico tem mais três anos e meio de contrato. Ele não teve muita sorte, mas tem um futuro enorme. Se tiver uma proposta boa para ser emprestado, pode ser que aconteça, disse Sanchez. O Corinthians pagou U$$ 4 milhões por Defederico em julho de 2009. Ele atuava no Huracán, equipe da região metropolitana de Buenos Aires.

Defederico manifestou interesse de voltar ao seu país após a eliminação corintiana na Libertadores quando o River Plate se disse interessado em contar com ele. Defederico queria ir, mas o Corinthians preferiu mantê-lo no grupo na época.