Tamanho do texto

Caso do meia Escudero, pertencente ao Boca Juniors, é o mais complicado

Rodolfo tem futuro indefinido no Grêmio
Wesley Santos/Pressdigital
Rodolfo tem futuro indefinido no Grêmio
A dificuldade de ser campeão ou até mesmo conseguir uma vaga na Libertadores faz o Grêmio apressar o planejamento da próxima temporada. Embora adote o discurso de priorizar o término do Brasileirão, a direção não só pensa como trabalha a formação do grupo de trabalho em 2012.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Com contrato até o final do ano, o técnico Celso Roth e o preparador físico Paulo Paixão devem permanecer. Uma das primeiras avaliações que terão de fazer é sobre a situação de quatro jogadores. Rodolfo, Edcarlos, Escudero e Diego Clementino têm contrato por terminar, o que exijirá negociação para renovar ou prorrogar os vínculos.

"Na hora oportuna vamos sentar com o presidente (Paulo Odone) e com o Celso para começar a pensar em 2012. Primeiro temos que solidificar a equipe", disse o diretor executivo de futebol, Paulo Pelaipe, ao lembrar a 13º posição do time no Nacional – são 16 pontos atrás do líder Vasco e oito na comparação com o Fluminense, o último integrante do G5.

A situação mais complicada é a de Escudero. Emprestado pelo Boca Juniors, o meia tem 50% dos direitos econômicos fixados em 6 milhões de euros (R$ 15,1 milhões), conforme o clube argentino. O Grêmio, que alega ter de pagar US$ 5 milhões (R$ 9,3 milhões), deseja permanecer com o atleta, porém, considera o valor elevando e tentará um novo empréstimo. Ele quer ficar . Não será fácil, afinal, o empresário do jogador é Dario Bombini, o mesmo de Maxi López, que teve saída tumultuada ao final de 2009.

Rodolfo, cedido pelo Lokomotiv Moscou, vive a mesma situação. Após quatro meses tratando de lesão na fíbula da perna esquerda, o zagueiro está recuperando a forma física. Há interesse para que fique no Olímpico, porém, nada definido. Na época do empréstimo, o clube russo não fixou o valor dos direitos.

Edcarlos, contratado recentemente, tem um acerto verbal para prorrogar o contrato por mais duas temporadas. E Diego Clementino, pouco aproveitado, deve ser liberado.

O Grêmio também admite a necessidade de reforçar a equipe. Ao menos quatro jogadores devem ser contratados: um zagueiro, um meia e dois atacantes.