Atacante deve ser escalado diante do Atlético-GO para resolver problemas ofensivos

Diego Clementino atuou com equipe reserva no Gauchão
Futura Press
Diego Clementino atuou com equipe reserva no Gauchão
Ele não fez gol, tampouco deu assistência e muito menos teve uma grande atuação. Porém, ao atuar 45 minutos na derrota para o Ceará , Diego Clementino virou alternativa para o ataque do Grêmio . É provável que Celso Roth escale o até pouco tempo dispensável contra o Atlético-GO, domingo, na tentativa de buscar recuperação no Brasileirão.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

O caso, talvez, explique porque o ano do clube gaúcho é cheio de fracassos – perdeu o Gauchão para o Inter no Olímpico, foi eliminado da Libertadores precocemente e luta contra o rebaixamento no campeonato nacional. Ele não estava nos planos de Renato Gaúcho, foi pouco aproveitado com Julinho Camargo e agora parece ser salvação com Celso Roth.

Foi o atual treinador, aliás, quem resgatou o atacante. Em 16 dias de trabalho, sempre fez questão de citá-lo nas entrevistas coletivas. Repete, então, um procedimento adotado em 2008, quando André Luís era a aposta num grupo que tinha Marcel, Perea e Soares e perdeu o título para o São Paulo.

"É um atleta que tem velocidade e chama a minha atenção em todos os treinos. Ele foi bem e é importante termos esta alternativa", disse o treinador após a derrota de quarta-feira.

Nesta sexta-feira, no treino em Fortaleza, antes da viajem a Goiânia, o treinador deve indicar o time para enfrentar o Atlético. Há expectativa sobre a possibilidade de Diego Clementino substituir Leandro, que será julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode ser suspenso por até 12 jogos.

"Não há nada definido, mas se acontecer será consequência do meu trabalho. Não desanimei ao ser reserva", comentou o atacante.

Uma lesão muscular e outra no tornozelo direito são as explicações do atleta para as poucas oportunidades – atuou em 16 partidas no ano e não marcou gol. Não lembra nem de perto o reserva que entrava e fazia gols no Brasileirão do ano passado, quando fez cinco gols em 11 partidas.

Caso ganhe oportunidade, Diego Clementino passaria à frente de Miralles na hierarquia do ataque. O argentino foi contratado do Colo Colo por US$ 2,3 milhões (R$ 4,5 milhões).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.