Diego Souza marca duas vezes e comanda quarta vitória consecutiva da equipe, que segue com 100% de aproveitamento na Taça Guanabara

Na reabertura de São Januário, o Vasco conseguiu a quarta vitória seguida na Taça Guanabara, que equivale ao primeiro turno do Campeonato Carioca, e manteve os 100% de aproveitamento na competição. De camisa nova, na cor azul, o time cruzmaltino derrotou o Friburguense por 2 a 0, gols marcados por Diego Souza .

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O resultado da partida disputada neste domingo fez o Vasco disparar na liderança do Grupo B com 12 pontos ganhos. O Friburguense se manteve na sexta posição da chave com quatro pontos ganhos.

O Vasco encontrou muita dificuldade no primeiro tempo, por causa da boa atuação do Friburguense, que chegou a criar sérios problemas para a defesa do time dirigido por Cristovão Borges. Com a entrada de Felipe no intervalo, o time se tornou mais objetivo e conseguiu chegar à vitória com certa facilidade.

Confira a classificação da Taça Guanabara

Na quarta-feira, o Vasco estreia na Libertadores diante do Nacional do Uruguai. Por causa desse confronto, o jogo contra o Volta Redonda pela quinta rodada do Campeonato Carioca foi adiado para o dia 15 de fevereiro. O Friburguense receberá o Boavista.

O jogo

Antes do primeiro minuto, o Vasco recebeu o primeiro cartão amarelo. O volante Nilton entrou de forma violenta sobre um adversário e foi advertido. Logo depois, Ziquinha também recebeu cartão amarelo por dar uma entrada dura em Rodolfo. Aos três minutos, o volante Allan.

O forte calor fazia com os dois times jogassem de forma lenta, tanto que o primeiro chute a gol foi dado pelo Friburguense aos oito minutos, chute de Jorge Luiz sem levar perigo para o gol de Alessandro. O time de Nova Friburgo adiantava sua marcação e mostrava mais disposição ofensiva enquanto o time da casa não conseguia se encontrar.

Aos 13 minutos, Sérgio Gomes lançou Ziquinha nas costas de Thiago Feltri. O atacante cruzou rasteiro e Jorge Luiz entrou batendo, mas jogou a bola por cima, desperdiçando uma boa chance. Depois do susto e apoiado pela torcida, o Vasco tentou pressionar a defesa do Friburguense, mas o time da serra continuava a causar problemas por tentar surpreender a defesa adversária através de lançamentos longos para explorar a velocidade de Rômulo e Ziquinha.

Aos 16 , o Friburguense perdeu nova chance após cobrança de escanteio que encontrou Diego Guerra livre na pequena área, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Durante o tempo técnico, o técnico Cristovão Borges pediu aos jogadores do Vasco que tentassem dar mais velocidade às jogadas. Aos 22 minutos, o goleiro Marcos teve que sair do gol para chegar antes de Thiago Feltri e afastar o perigo.

O Vasco criou sua primeira grande chance de gol aos 24 minutos, quando Thiago Feltri cruzou para área, o zagueiro Diego Guerra não alcançou a bola que caiu nos pés de Alecsandro. A conclusão do atacante foi muito bem defendida pelo goleiro Marcos, que não deu rebote.

Aos 30 minutos, depois de boa troca de passes, o veterano lateral Sérgio Gomes bateu da entrada da área e levou perigo para o gol de Alessandro.

O Vasco teve outra grande chance aos 33 minutos quando Thiago Feltri cruzou, o goleiro Marcos falhou, e Diego Souza cabeceou com grande perigo. No minuto seguinte, foi a vez de Thiago Feltri ser lançado pela esquerda, mas concluiu com defeito e jogou a bola para fora.

Aos 37 minutos, a torcida do Vasco tomou novo susto. Sérgio Gomes bateu forte, o goleiro Alessandro defendeu parcialmente e voltou a defender quando Jorge Luiz chegava para apanhar o rebote. Aos 44 minutos, o Vasco abriu o marcador. Juninho Pernambucano cobrou escanteio da direita e Diego Souza meteu a cabeça para colocar nas redes sem chances de defesa para o goleiro Marcos.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Felipe no lugar de Allan numa tentativa de Cristovão Bastos de dar mais qualidade aos passes no meio-campo. Logo no primeiro minuto, Juninho Pernambucano cobrou falta de longa distância e obrigou o goleiro Marcos a uma defesa difícil. Na jogada seguinte foi a vez de Nilton bater com violência. A bola bateu na rede pelo lado de fora e iludiu boa parte da torcida que comemorou o gol que não existiu.

O time de São Januário imprimia maior velocidade às ações e não deixava a equipe visitante se organizar. E aos sete minutos, Felipe fez excelente lançamento para Fagner que cruzou para Alecsandro, mas o atacante não conseguiu a conclusão.

O Vasco marcou o segundo gol aos 14 minutos do segundo tempo. Felipe tocou para Juninho Pernambucano que enfiou passe perfeito para Diego Souza. O atacante entrou na área e colocou com categoria no canto direito de Marcos.

Depois de assegurar a vantagem, o Vasco passou a administrar a partida, tocando a bola para evitar o desgaste, já de olho no confronto com o Nacional de Montevidéu pela Libertadores. Já o Friburguense desanimou completamente e nem as modificações efetuadas pelo técnico Gérson Andreotti conseguiram motivar a equipe que se mostrava conformada com o resultado.

Aos 35 minutos, Cristovão trocou Juninho Pernambucano por Bernardo e o veterano apoiador foi muito aplaudido ao sair de campo.

Nos minutos finais o Vasco tocou a bola para passar o tempo, mas Diego Souza ainda perdeu a chance de anotar o terceiro gol aos 42 ao cabecear para fora quando estava livre na grande área. Aos 46 minutos, o goleiro Alessandro fez um lançamento perfeito para Diego Souza que lançou para Alecsandro, mas o goleiro Marcos defendeu a conclusão do atacante.

FICHA TÉCNICA - VASCO 2 X 0 FRIBURGUENSE
Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 17 horas (de Brasília),
Árbitro: Grazianni Rocha (RJ)
Assistentes: Eduardo Couto (RJ) e Francisco de Sousa (RJ)
Cartão Amarelo: Nilton, Rodolfo e Fágner (Vasco); Ziquinha, Sérgio Gomes e Lucas (Friburguense)
Gols : Diego Souza aos 44 minutos do primeiro tempo e 14 minutos do segundo tempo

VASCO: Alessandro; Fágner, Dedé, Rodolfo e Thiago Feltri; Fellipe Bastos(Eduardo Costa), Nilton, Allan(Felipe) e Juninho Pernambucano(Bernardo); Diego Souza e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges

FRIBURGUENSE: Marcos; Sergio Gomes, Cadão, Diego Guerra e Flavinho; Bidu, Lucas, Marcelo, Jorge Luis(Marquinhos) e Rômulo(Diego Santos); Ziquinha(Ricardinho)
Técnico: Gerson Andreotti

Ajude a aumentar a torcida virtual Vasco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.