Segundo meia atleticano, clube mineiro é um exemplo para os adversários, apesar dos resultados ruins

Mal no Campeonato Brasileiro e pressionado na Copa Sul-Americana, já que precisa vencer o Botafogo por dois gols de diferença para se classificar, mas o Atlético-MG é visto com um exemplo para os demais clubes brasileiros, de acordo com o meia Daniel Carvalho . Segundo o jogador gaúcho, o time mineiro tem estrutura, organização e pagamento de salário em dia, o que é raro no futebol brasileiro.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

Mas apesar de todos os pontos positivos, pelo segundo ano consecutivo o Atlético-MG luta contra o rebaixamento. Se a torcida atleticana elege a diretoria do clube como a grande vilã para mais um Brasileirão complicado, Daniel Carvalho chama para os jogadores a responsabilidade pela péssima campanha.

“Todo mundo aqui no Atlético está tentando, lutando para sair dessa situação. É difícil encontrar a resposta, pois o Atlético é exemplo para os demais clubes brasileiro. O Atlético-MG tem estrutura e paga em dia, então é exemplo. O que não é exemplo somos nós jogos dentro de campo”.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Na partida passada contra o próprio Botafogo, o gol atleticano saiu depois de belo passe de Daniel Carvalho para André. Como o jovem Bernard não pode atuar , por não estar inscrito na Copa Sul-Americana, Daniel Carvalho espera ter mais uma oportunidade como titular do Atlético-MG.

“Tomara que eu seja o escolhido por Cuca. Tive a oportunidade de voltar no último jogo, mesmo no banco de reserva, mas foi uma vitória pessoal. Espero a oportunidade e se vier, é tentar aproveitar”, disse Daniel Carvalho, que aposta no título da Sul-Americana para salvar o ano atleticano.

“É um resultado um pouco complicado, até mesmo pelo retrospecto recente do Atlético com o Botafogo, mas não é impossível. Sabemos que tem vantagem, mas é uma competição diferente, a mentalidade é para salvar o ano e nos dar uma vaga na Libertadores, que é nosso objetivo. No Brasileiro sabemos que não podemos chegar muito adiante, mas a Sul-Americana é realidade, então temos de entrar buscar a classificação”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.