Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Daniel Passarella lamenta morte do "amigo íntimo" Sócrates

"Doutor" faleceu em São Paulo, às 4h30 deste domingo, aos 57 anos, por conta de choque séptico

EFE |

O presidente do River Plate, o ex-zagueiro Daniel Passarella, lamentou neste domingo a morte do ex-jogador Sócrates , com quem atuou pela Fiorentina. O ídolo corintiano faleceu aos 57 anos por conta de um choque séptico no hospital Albert Einstein, em São Paulo .

"Com profunda tristeza recebi hoje a notícia do falecimento dessa grande personalidade, formidável jogador e meu amigo íntimo que foi Sócrates, com quem tive o prazer de compartilhar muitos momentos de alegria quando fomos companheiros na Fiorentina", declarou o ex-técnico do Corinthians em comunicado, que exaltou as qualidades de Sócrates dentro e fora de campo.

"Magrão não só foi grande no campo, mas também na vida, onde manifestou o compromisso com seu povo através de sua própria superação pessoal e com uma intensa ação política e social. Para sua memória, toda a minha admiração", encerra o texto.

Sócrates estava internado na sexta-feira em virtude de um "choque séptico", infecção causada por bactéria. Ele passou mal após comer um estrogonofe em um restaurante em Alphaville, região metropolitana de São Paulo, com a esposa e um amigo. Os médicos não confirmaram se o prato causou a doença. Ele se encontrava na terceira internação em menos de quatro meses. Em agosto e setembro deste ano, ele permaneceu no hospital por complicações no fígado, que provocaram uma hemorragia digestiva - ele nunca escondeu o gosto pelo consumo de álcool.

Leia tudo sobre: sócratescorinthianspassarella

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG