Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Damião dá show, Kléber decide, e Inter é bicampeão da Recopa

Camisa nove fez dois gols na vitória de 3 a 1 sobre o Independiente. Lateral cobrou pênalti, evitando a prorrogação

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Parecia um espetáculo, acabou ficando difícil no segundo tempo, mas o Inter mostrou força. Diante de cerca de 40 mil torcedores o time gaúcho conquistou o bicampeonato da Recopa ao bater o Independiente por 3 a 1, no Beira-Rio.

Mais: Baixe o pôster do Inter bicampeão da Recopa

Leandro Damião foi o nome do jogo. O camisa nove deu um verdadeiro show na primeira etapa, marcando gols aos 20 e aos 25 minutos, em duas jogadas individuais. O que tinha tudo para ser um espetáculo virou apreensão na segunda etapa. Máxi Velázquez descontou logo aos quatro minutos do segundo tempo, o que levaria a decisão para a prorrogação.

O título veio aos 38 da segunda etapa. Jô sofreu pênalti, cobrado por Kléber: decretando o 3 a 1. O Inter agora é bicampeão da Recopa: 2007 e 2011.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Dorival Júnior não fez mistério. Anunciou o time que ia a campo no dia anterior. Precisando reverter a derrota de 2 a 1 no primeiro jogo, o treinador escalou o Inter para atacar: dois meias e dois atacantes.

O goleiro do Independiente começou a retardar o jogo logo cedo, mas os argentinos não ficaram apenas na defesa. Só não contavam com uma noite super inspirada de Leandro Damião. Em duas jogadas individuais, o goleador colocou uma mão do Inter na taça, abrindo vantagem de 2 a 0 ainda antes do intervalo.

Os donos da casa baixaram muito o ritmo na segunda etapa. Maxi Velázquez conseguiu descontar o placar logo no início da segunda etapa, postergando a decisão para a prorrogação. Kléber, cobrando pênalti, decidiu o 3 a 1.

O Inter terá pouco tempo para descansar. Domingo, no estádio Olímpico, encara um clássico Gre-Nal pela última rodada do 1º turno no Brasileirão.

Veja a galeria de fotos do jogo:


O Jogo:
Precisando do resultado, o Inter partiu pra cima. Um chute cruzado de D´Alessandro acertou o travessão logo a quatro minutos. O Independiente não se encolheu, também tentou atacar. Aos 19, o goleiro Muriel teve que sair da área com a cabeça para evitar um lançamento que deixaria Pérez na cara do gol.

O Inter abriu o placar aos 20. Leandro Damião fez bela jogada, driblou dois zagueiros e chutou de bico: 1 a 0. O camisa nove voltou a brilhar cinco minutos depois: Damião trombou com o zagueiro e mandou um chutão de perna canhota para fazer 2 a 0. Não bastassem os golaços, Damião deu mais que show. Aos 32, deu um lençol no marcador e saiu equilibrando a bola na cabeça. Parra teve a chance de descontar aos 45, mas o chute parou nas mãos de Muriel.

O Independiente parou de tentar atrasar o jogo e partiu em busca do resultado. Aos quatro minutos do segundo tempo, Velázquez conseguiu descontar. Ele recebeu a bola nas costas da zaga e deslocou o goleiro Muriel. O empate quase veio aos 10 minutos, quando Muriel evitou um chute mano a mano de Pérez.

O zagueiro Índio apareceu na área aos 17 e mandou uma cabeçada que passou perto do gol. O goleiro Navarro parou um chute de Oscar no lance seguinte. Aos 23, o Inter perdeu D´Alessandro, que saiu com lesão muscular na coxa.

Aos 29, Oscar chutou de longe e Navarro espalmou. Aos 36, Andrezinho lançou Jô, que foi derrubado pelo goleiro Navarro: pênalti. Kléber deslocou o goleiro, chutou bem no canto direito e decretou o 3 a 1.

FICHA TÉCNICA – INTERNACIONAL 3 X 1 INDEPENDIENTE
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 24 de agosto de 2011, quarta-feira
Horário: 21h e 50 minutos (de Brasília)
Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)
Auxiliares: Pablo Fandiño e Maurício Espinosa (Uruguai).
Cartão amarelo: Maximiliano Velázquez, Tuzzio, Ferreyra (Independiente).
Cartão vermelho:

GOLS:
Internacional: Leandro Damião, aos 20 e aos 25 minutos do primeiro tempo; Kléber, aos 38 minutos do segundo tempo.
Independiente: Maximiliano Velázquez, aos 4 minutos do segundo tempo.

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kléber; Élton, Guiñazu, Oscar e D´Alessandro (Andrezinho); Dellatorre (Jô) e Leandro Damião.
Técnico: Dorival Júnior.

INDEPENDIENTE: Hilario Navarro; Eduardo Tuzzio, Julián Velázquez, Gabriel Milito e Maximiliano Velázquez; Hernán Fredes (Leonel Núñez), Cristian Pellerano, Iván Pérez (Iván Vélez) e Osmar Ferreyra (Matías Defederico); Facundo Parra e Marco Pérez.
Técnico: Antonio Mohamed.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG